Napipine: Escassez de água leva população a tomar banho em valas de drenagem

0
293

Nampula (IKWELI) – Durante a época quente os moradores da cidade de Nampula, no norte de Moçambique, enfrentam uma crise cíclica no acesso de água potável, o que faz com que os mesmos procurem por fontes alternativas.

No bairro de Napipine, concretamente na conhecida zona da antiga Gorongosa, os residentes locais recorrem a valas de drenagem para ter água para o banho. A água em referência é proveniente da vala de drenagem ligada a uma fábrica de produção de água mineral.

Aparentemente limpa, a água deste canal de drenagem faz com que crianças e suas mães fiquem à vontade nela, incluindo que a mesma água é aproveitada, nalguns casos, para o consumo doméstico/caseiro.

Esta população defende-se que recorrem àquela água por ser, aparentemente, segura, pois acreditam que a mesma é drenada após ser utilizada na lavagem de recipientes de água mineral.

“Essa água que nós usamos sai de um tubo da empresa, ouvi que lavam galões com ele, mas o que nos faz usar essa é a falta de água nesse nosso bairro, por isso preferirmos usar essa água da vala. Nós temos filhos que querem tomar banho e sem água como iríamos viver? Então não temos como, sabemos que é suja, mas não há outra ideia”, afirmou Ilia Domingos, uma moradora que se sente aliviada com aquela água.

Hornélio Riquito, um morador daquela zona, disse que a população quando reclama por falta de água nenhuma autoridade se interessa, por isso que para ele usar aquela água não é nada mal. “Mano você sabe quantos dias ficamos sem água nessa zona? Mesmo com os riscos que estamos expostos preferimos utilizar essa água, não adianta morrer a ver enquanto temos água próxima, mesmo que seja suja”, avançou essa fonte.

Cláudia Moreira, outra moradora, disse não ter dúvidas dos riscos que estão a correr no uso daquela água suja que sai da referida empresa, mas também afirma não ter alternativa, porque se sente pobre e olha a vala de drenagem como sendo a salvação para a sua vida. “Aqui enchemos muito para lavar e tomar banho, até algumas pessoas usam a mesma água para beber, então acho que não temos como parar porque nos ajuda muito”, assegurou.

Algumas pessoas que vivem nas imediações daquela vala dizem que sentem muito como as pessoas que usam aquela água suja, mas por outro lado apontam a falta de atenção por parte das autoridades competentes que nada fazem para que a população daquela zona tenha acesso à água segura.

“O que mais nos preocupa é que o município consegue dar furos e água pessoas que vivem lá em Namitatare, quase em Rapale, mas aqui na cidade onde esses chefes vivem água não é fácil ter acesso, não sei que tipo de política estão a nos tratar, única coisa que eu peço ao governo é por furos de água mesmo nas zonas urbanas, porque FIPAG não consegue nos agradar em termos de abastecimento”, afirmou.

No mesmo local o Ikweli deparou-se com crianças com problemas de sarna, e quando questionados os seus progenitores disseram que aquela água pode estar na origem da doença. (Malito João)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui