Descargas elétricas mais mortíferas em Nampula

0
211
Tres pessoas morreram vitimas de trovoadas no distrito de Ribaue

Nampula (IKWELI) – Pelos menos dez pessoas perderam a vida na província de Nampula, na presente época chuvosa, sendo a causa principal as descargas elétricas, uma situação que representa preocupação para as autoridades governamentais daquela parcela do norte de Moçambique.

A informação foi partilhada pela delegada provincial do Instituto Nacional de Gestão do Risco e Desastres (INGD) em Nampula, Anacleta Botão, no decurso da sessão do Centro Operativo de Emergência (COE), que teve lugar na semana finda, na capital provincial.

“Chama-nos atenção o número de óbitos que nós temos num período curto de tempo. O fenómeno prevalecente ou que domina é a descarga elétrica. As chuvas vão causando óbitos, mas não se compara com as descargas eléctricas”, referiu Anacleta Botão.

Um pouco por toda província de Nampula continuam a registar-se chuvas moderadas, de 30 milímetros a 50 milímetros, em 24 horas, e nalguns distritos chegam a cair com mais intensidade. Antevê-se que a precipitação nos mesmos moldes continue a caracterizar a província de Nampula, até próxima semana, o que acelera o medo de que o número de óbitos venha a aumentar.

Para além dos óbitos e feridos, as primeiras chuvas desta época provocaram a destruição de habitações, infraestruturas públicas com destaque para escolas, unidades sanitárias, postes de energia e, a degradação das vias de acesso.

“Durante o período em análise, houve registo de ocorrência de chuvas fracas a moderadas, localmente fortes acompanhadas de ventos fortes em alguns distritos, com maior impacto para Nampula, Mogincual, Eráti, Monapo, Ribáuè, Malema e Nacala, tendo causado a destruição de 325 casas, afectando 449 famílias (2229 pessoas), 20 feridos, dez óbitos e três unidades sanitárias”, refere um documento apresentado na referida sessão do COE.

Especificamente ao número de óbitos, registou-se um aumento em relação a igual período da época chuvosa 2022/23 em que oito pessoas que perderam a vida em consequência das intempéries. Os óbitos foram registados nos distritos de Mogincual, Eráti, Moma, Nampula, Monapo e Nacarôa. (Constantino Henriques)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui