Niassa: Detidos 8 indivíduos na posse de fármacos do SNS

0
274

Lichinga (IKWELI) – A Polícia da República de Moçambique (PRM), no Niassa, neutralizou um total de oito indivíduos acusados de subtrair 11 computadores sendo 10 de mesa, um portátil e um televisor no edifício do governo do distrito de Lichinga, localizado arredores do bairro de Massenger, bem como uma quantidade não especificada de diversos medicamentos do Sistema Nacional de Saúde (SNS).

Numa conferência de imprensa realizada recentemente, a porta-voz do Comando Provincial da PRM, Mirza Manguanda, fez saber que os fármacos foram retirados de  dois centros de saúde, sendo um do distrito de Chimbunila outro do distrito de Ngauma.

“Os medicamentos já estavam a ser comercializados e um dos indivíduos foi neutralizado a vender no mercado de Namacula”, disse Maguanda, prosseguindo que “apelo para que as pessoas não se envolvam neste tipo de actividades de venda de produtos e bens ilegais, optem por fazer aquelas legalmente aceites. E para as outras pessoas não comprem tais medicamentos, conhecem as farmácias credibilizadas onde devem adquirir e evitem mesmo por questões de saúde comprar na via pública”.

Um dos detidos assumiu ter sido encontrado a comercializar os medicamentos, no entanto o mesmo referiu que o seu fornecedor é um funcionário do hospital que lhe garantiu que não teria problemas ao revender os fármacos.

“Ele trouxe, mas não é ele sozinho, ele trabalha com o amigo, é pela primeira vez que faço isso. Ele disse que eu podia pendurar e vender legalmente”, afirmou.

No mesmo âmbito, a PRM neutralizou um indivíduo que se encontrava a retirar disjuntores no Hospital Provincial de Lichinga e outros de 29 e 38 anos de idade, acusados de roubo e furto agravado num estabelecimento comercial no distrito de Ngauma, onde subtraíram diversos produtos e um valor correspondente a 25.000,00Mt (vinte e cinco mil meticais). (Ângela da Fonseca)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui