Nampula: Educação garante que perto de 50 mil alunos vão estudar em salas condignas

0
36
Manuel Rodrigues nao quer arriscar a vida das crianças

Nampula (IKWELI) – Abre, oficialmente, hoje, quarta-feira (31 de janeiro), o ano lectivo 2024 e na província de Nampula, a mais populosa do país, as autoridades do sector de educação referem que 48.180 (quatrocentos e oitenta mil e cento e oitenta alunos) vão estudar em condições condignas.

Segundo Faruk Carim, porta-voz da direcção provincial da Educação de Nampula, este ensejo é alcançado em virtude de terem sido construídas 330 novas salas de aula.

Ainda para garantir comodidade aos alunos no processo de ensino e aprendizagem, Carim disse que “prevê-se receber 4.854 (quatro mil, oitocentas e cinquenta e quatro) novas carteiras que vão beneficiar 23.124 (vinte e três mil e cento e vinte e quatro) alunos”.

É intenção do governo, segundo esta fonte, retirar todas as crianças que estudam em condições deploráveis.

Em relação aos novos ingressos para a 1ª classe, Carim assegurou que a província apenas conseguiu alcançar a meta na ordem dos 86.2%, ou seja 365 mil alunos.

“As matrículas da 7ª a 11ª classe que são do ensino secundário estão a decorrer, e na última actualização feita na semana passada, nós estávamos com 77% para 7ª classe e 77.1% para a 10ª”, concluiu o porta-voz da Educação. (Nelsa Momade)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui