Nampula: Governo espera recensear mais de 23 mil mancebos

0
573

Angoche (IKWELI) – A província de Nampula, a mais populosa do país, espera recensear mais de 23 mil mancebos, no âmbito do recenseamento militar obrigatório, cujo processo arrancou, oficialmente, na última sexta-feira (12).

O distrito de Angoche, a sul da província, acolheu as cerimónias de lançamento do recenseamento militar.

Eugénio Tiago, delegado provincial do Centro de Recrutamento e Mobilização de Nampula, disse que a responsabilidade da defesa da pátria não se delega, é de todos.

Esta fonte explicou na ocasião os procedimentos para o recenseamento, e que “não obstante o registo ser presencial, na ausência do jovem é permitido que o recenseamento seja feito através do seu representante legal, devendo este ser portador de documentos de identificação civil da pessoa que pretende recensear, para além da sua própria documentação”.

No último recenseamento militar, a província de Nampula teve um super desempenho, ao alcançar 166% da meta que lhe tinha sido atribuída.

Jaime Neto, Secretário de Estado na província de Nampula, foi quem efectuou o lançamento do recenseamento, tendo apelado a aderência de jovens ao processo que deverá decorrer até 28 de Fevereiro próximo.

Em mensagem apresentada na ocasião, jovens da cidade de Angoche comprometeram-se em mobilizar-se para aderirem ao processo.

“É com grande emoção e alegria que tomamos parte do lançamento da campanha de recenseamento militar do ano 2024, estamos cientes que este evento abrange a todos jovens nascidos no ano de 2006, incluindo os nossos irmãos que não fizeram nos anos anteriores, desde que não tenham completado trinta e cinco anos de idade. Como jovens comprometemo-nos, perante vossa excelência, que faremos parte deste processo através de mobilização dos nossos amigos para cumprir de forma massiva”, disse David Abel, jovem de 18 anos que apresentou a mensagem. (Malito João)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui