Waresta experimenta subida de preços de produtos da primeira necessidade

0
436

Nampula (IKWELI) – O mercado grossista de Waresta na cidade de Nampula, tem estado a registar um aumento de preços nos últimos dias, quando falta cerca de um mês para o ano novo de 2024, com destaque para os produtos de primeira necessidade como a cenoura, feijão-verde, pepino, repolho, pimenta, cebola, entre outros produtos.

Alguns destes produtos alimentares viram os seus preços até triplicarem em relação ao mesmo período de 2022.

Maria António, uma cliente entrevistada pelo Ikweli, considera ser difícil, embora entende ser um cenário geral em todo o país. “Nos armazéns onde os comerciantes fazem o levantamento, o preço também subiu, nestes tempos festivos, desde semana passada que estou a circular neste mercado de Waresta, com objectivo de comprar cenoura e outros produtos de primeira necessidade, mas até aqui não estou a conseguir comprar, devido aos preços elevados dos mesmos, eles alegam que tem estado a levantar por um custo muito elevado, já não consigo fazer as compras como antes mas eu acredito que isso acontece muitas vezes nos tempos festivos”.

Elena Silvano, também cliente, disse que além da subida dos preços há carência de alguns, por exemplo a cenoura. “Até agora estou à procura de cenoura neste mercado, mas não consigo comprar porque tudo subiu, e o valor que eu tenho não não compensa. Só apenas três cenouras por 50,00Mt (cinquenta meticais) e cinco 100,00Mt (cem meticais), mas tudo isso devido a subida de preço, imagina para nós que fomos recomendados no hospital a consumir muita cenoura, onde vamos parar com esta situação de carência?”.

De acordo com o comerciante de cenoura, pimenta e feijão-verde, no mercado grossista do Waresta em Nampula, Hélio Carlos Pedro, o preço nos armazéns onde faz levantamento é, também, elevado. “Aqui há falta de legumes, como a cenoura, feijão-verde, pimenta e repolho, devido ao custo elevado nos armazéns onde nós temos estado a levantar para vender, e o cliente não tem como entrar no mercado para comprar a nossa mercadoria, porque nós aumentamos também os preçários, só para termos algo para comer”, justificou

Hélio Carlos Pedro ilustrou que “dantes o preço de levantamento de cenoura era 1.000,00Mt (mil meticais) à 1.500,00Mt (mil e quinhentos meticais), mas agora custa 5.000,00Mt (cinco mil meticais) à 6.500,00Mt (seis mil e quinhentos meticais), e isso nos preocupa como vendedores que sempre queremos mercadoria para vender e não conseguimos cobrir o valor que gastamos no levantamento e nem para ter lucro”.

Belito Lucas, também vendedor de cebola, precisou que o preço de levantamento dos produtos subiu bastante neste ano, quando comparado com o ano passado. (Virgínia Emília)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui