Cólera alastra-se em Cabo Delgado

0
348

Pemba (IKWELI) – O distrito de Balama, a sul da província de Cabo Delgado, é agora o novo foco da cólera, depois de Chiúre e Montepuez, onde desde semana passada também foram accionados os Centros de Tratamento de Cólera (CTC).

A eclosão da cólera em Balama, foi confirmada pela Directora do Serviço Provincial de Saúde, Anastácia Lidimba, para quem o CTC local, com capacidade para 20 camas, está em funcionamento e já atendeu perto de 50 pacientes alguns dos quais tiverem alta.

Lidimba diz que ainda não foram confirmadas mortes no CTC de Balama, mas fontes disseram ao nosso jornal que nas comunidades há registo de óbitos, até porque as mesmas lamentam a demora de declaração de cólera pelas autoridades, uma vez, a situação tenha ocorrido há alguns dias.

Segundo a diretora do Serviço Provincial de Saúde, em Cabo Delgado, o distrito de Balama começou a registar casos de diarreias no passado dia 17 do corrente mês, inicialmente com 16 casos até que as amostras confirmaram que tratava-se de cólera.

Desde Setembro findo que as autoridades de saúde naquele ponto do país, confirmam a eclosão de cólera nos distritos de Montepuez, Chiúre e recentemente Balama, notificaram 507 casos, que resultaram em apenas um óbito.

Contudo, segundo aquela responsável, além dos três distritos, as autoridades activaram os comités de emergência de resposta à cólera liderados por respectivos administradores.

Entretanto, a membro da Comissão Política do Partido FRELIMO, Esperança Bias, aponta que a má gestão do lixo está a prejudicar a saúde dos munícipes de Pemba, Montepuez, Chiúre e Balama, por isso apela a boa gestão e observância das medidas de higiene. “Exortamos aos presidentes dos municípios e noutros locais que são administrações para que prestem atenção à recolha de lixo, porque também é veículo de propagação da cólera”, apelou.

Esperança Bias está mais uma vez em Cabo Delgado no âmbito das eleições municipais, na qualidade de membro da Comissão Política da FRELIMO destacada naquela província. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui