Polícia diz que apenas “atirou” contra 4 perdizes em Angoche

0
370

Nampula (IKWELI) – A Polícia da República de Moçambique (PRM), em Nampula, afirma que, apenas, 4 indivíduos ficaram feridos na sequência da confrontação havida entre a corporação e membros do partido Renamo que se manifestavam na principal rua da cidade de Angoche na tarde da última quinta-feira (16).

Ao meio da manha desta sexta-feira (17), Zacarias Nacute, porta-voz da corporação falou a imprensa, em uma colectiva sem direito a perguntas, na qual apresentou a versão elaborada pela polícia, onde, nem se quer, um óbito fez-se referência.

Esta fonte diz que foi uma situação de desestabilização da ordem pública.

“O partido Renamo manifestou a intenção de realizar marchas de contestação aos resultados das últimas eleições e, em todas as autarquias da nossa província de Nampula, o processo correu de forma tranquila e com a devida protecção dos membros da PRM”, começou por contextualizar Nacute, mais uma vez esquecendo da guerra urbana que se viveu nas cidades de Nampula e Nacala, onde até vidas de pessoas inocentes e alheias ao interesse foram perdidas, logo após que a Comissão Nacional de Eleições apresentou o apuramento geral.

Mais adiante, o porta-voz da PRM prossegue afirmando que, “no entanto, na autarquia de Angoche, os membros e simpatizantes do partido Renamo desobedeceram os preceitos leais que norteiam a realização de qualquer tido de manifestação, iniciando com actos de violência, portando objectos contundentes, entre outras ilegalidades”.

Ainda na versão policial, Nacute refere que “a Polícia da República de Moçambique, na pessoa do comandante distrital, aproximou o delegado distrital do partido, assim como o chefe de campanha, para chamá-los ao bom senso, mas sem sucesso. Estes [membros da Renamo], como resposta, arremessaram pedras à Polícia da República de Moçambique, tentaram invadir o edifício onde funciona o Governo distrital, entre outras ilegalidades que ocorreram no local”, por isso “a polícia teve de intervir e como resposta a este acto de reposição da ordem e tranquilidade públicas, 4 cidadãos contraíram ferimentos, dois no braço e dois na perna e cinco outros cidadãos foram detidos por não obediência as normas elementares na realização de manifestação, assim como de desestabilização da ordem e segurança pública naquele ponto da nossa província”.

Entretanto, o nosso correspondente em Angoche anotou que uma senhora de idade contraiu ferimentos atropelada por uma viatura quando tentava fugir, e que os feridos ainda encontram-se no leito hospitalar, sendo que um que obteve ferimentos mais graves teve de ser transferido para o Hospital Central de Nampula.

Domingos Dauda Ambasse, delegado distrital da Renamo em Angoche, acusa a PRM de quer assassinar os seus membros e nega que os mesmos tivessem empunhado instrumentos contundentes na data dos factos e muito menos pretendessem assaltar o edifício onde funciona o governo distrital. (Aunício da Silva)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui