Ninguém consegue vencer o Ferroviário de Artur Macassar na recta final do Moçambola

0
462

Nampula (IKWELI) – O Ferroviário de Nampula, actualmente treinado pela dupla Artur Macassar (Turito) e Payó Amarchande, continua a fazer história na presente edição do campeonato nacional em futebol sénior masculino, o Moçambola.

No último domingo, os autoproclamados axinenes de Nampula receberam e bateram o Ferroviário da Beira por 1-0, obrigando a definição do campeão desta edição da fina flor do futebol moçambicano só na última jornada.

O jogo a contar para a 21ª jornada foi disputado no passado domingo no Estádio 25 de Junho, na cidade de Nampula, onde desde o apito inicial de Simões Guambe, viu-se um Ferroviário de Nampula muito interventivo em todos sectores do campo, mas o golo demorou a aparecer por falta de frieza no momento de finalização.

O golo histórico e decisivo daquela partida foi apontado na etapa complementar por intermédio de Belito, que aproveitou a cobrança de livre feito de belo efeito por Chelito, e cabeceado para o fundo da baliza defendida por Germano.

Depois do golo de desvantagem, o Ferroviário da Beira reagiu a situação, mas sem alcançar o desejado. Os axinenes, também, tiveram oportunidades para ampliar o resultado o que não aconteceu porque a falta de eficácia dos homens mais adiantados continua a dominar nos pupilos do mister Turito.

Com este resultado o Ferroviário de Nampula é o vice-líder do Moçambola deste ano com 36 pontos, os mesmos do Ferroviário da Beira, o primeiro classificado. Assim o campeão nacional só será conhecido na última jornada (22ª jornada) em que, pelo menos, três equipas podem se sagrar campeãs nacionais, nomeadamente o Ferroviário da Beira, Ferroviário de Nampula e Associação Black Bull (com 35 pontos na terceira posição), para além do Ferroviário de Lichinga que actualmente possui 31 pontos (com um jogo de atraso).

“Nós estamos tranquilos, vamos continuar a trabalhar à procura daquilo que é vitória. Estamos bem, perdemos hoje, faz parte do jogo e vamos continuar a trabalhar como trabalhamos na semana passada, não ganhamos, não empatamos, estamos em primeiro. Vamos continuar a lutar para aquilo que são nossos objectivos, estão intactos ainda”, analisou a derrota o técnico-adjunto do Ferroviário da Beira, Gervásio Mavume.

Visivelmente alegre, o técnico do Ferroviário de Nampula, Artur Macassar (Turito), acredita num fim do campeonato que possa orgulhar os nampulenses, mesmo que a última jornada seja disputada fora de portas e diante da poderosa União Desportiva de Songo.

“Estamos aqui a representar Nampula e temos, com dignidade, continuar a representar. Uma vitória saborosa e boa, e relançamos o campeonato que só no fim vai ditar o campeão. Sabemos que vai ser uma missão difícil em Songo, mas não impossível. Vamos para lá com todo respeito, o que importava era chegar hoje e procurar três pontos. Os jogadores perceberam isso, souberam correr, sofrer e agradeço também o publico que esteve aqui a puxar aos rapazes então isso é gratificante e dizemos, afinal Nampula está connosco, por isso vamos lutar até ao fim”, precisou o mister Turito.

Vamos a Songo e trazer a canequinhaManuel Rodrigues governador de Nampula

A vitória do Ferroviário de Nampula no passado domingo foi celebrada por  diferentes extractos sociais, incluindo a parte governamental porque, para além de carimbar a invencibilidade dos axinenes em jogos realizados em casa este ano, a mesma abre possibilidades de conquistar o título que foge desde 2004.

Manuel Rodrigues, governador de Nampula, que esteve desde o primeiro minuto do jogo no Santuário de 25 de Junho, disse acreditar que o Ferroviário de Nampula será campeão nacional na presente edição do Moçambola a avaliar pela exibição e os resultados que vem tendo nas últimas jornadas da prova.

Manuel Rodrigues, Governador de Nampula

“Nós estamos de parabéns. Como Nampula estamos de parabéns. Esta foi grande vitória, isto é antecâmara daquilo que é a nossa consagração como campeões. Em Songo, de certeza absoluta que a dobradinha lá estará, eu também estarei lá. Portanto, queria dar os parabéns a nossa equipa, a direcção do Ferroviário, estes miúdos dão o melhor de si. Por isso estamos todos de parabéns, estamos todos felizes por esta proeza que nós fizemos aqui no nosso campo e nós é que mandamos e de facto vocês viram, a rapaziada esteve muito bem, os três pontos estamos aí com a canequinha na mão, eu já estou a sentir o calor dela e por isso vamos trazer e poder apresentar esta malta toda”, disse Manuel Rodrigues.

O mesmo optimismo reina no seio da direcção do clube dos axinenes de Nampula. “A equipa passou numa fase menos boa, felizmente, graças ao trabalho do plantel, da equipa técnica, da direcção e da massa associativa a equipa conseguiu recuperar e está agora a lutar pelo título”, disse Sérgio Buduia, Presidente do Clube para quem “estão de parabéns todos que estão envolvidos neste trabalho e, como direcção, continuaremos a fazer o nosso esforço para ver se no final levantamos o troféu. Penso que é possível, estamos agora na segunda posição na tabela classificativa com mesmos pontos que o primeiro classificado e se nós fizermos o trabalho, acredito que seremos campeões”.

“Eu penso que vamos continuar a trabalhar, precisamos de ganhar o jogo no Songo se quisermos, na realidade, sermos o próximo campeão nacional e tudo será possível. Estamos a trabalhar para isso, os jogadores estão decididos porque querem trazer a taca para na nossa cidade de Nampula. É possível matematicamente”, disse Joaozinho Álvaro (Joa), Presidente da Mesa de Assembleia – Geral do Ferroviário de Nampula.

Joaozinho Álvaro (Joa), Presidente da Mesa de Assembleia – Geral do Ferroviário de Nampula

A contar para a mesma jornada, o Costa do Sol recebeu e impôs uma derrota a equipa da União Desportiva de Songo por 2-0, num dia em que com mesmo resultado a Associação Black Bulls derrotou o Ferroviário de Maputo. (Constantino Henriques)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui