Manuel Rodrigues não consegue pagar 46.7 milhões de meticais de rotroactivos aos membros da AP

0
465

Nampula (IKWELI) – Os 94 membros da Assembleia Provincial de Nampula, no norte de Moçambique, andam agastados com o Conselho Executivo Provincial (CEP), por conta do não pagamento dos retroactivos dos seus subsídios no valor de 46.7 milhões de meticais.

Na última segunda-feira (4), abriu a 10ª Sessão Ordinária do órgão, momento que foi aproveitado para confrontar e exigir ao governador Manuel Rodrigues o pagamento destes valores.

O chefe da bancada da RENAMO, Luís Fernando Mussa, solicitou a interrupção a sessão, pedido concedido, por um período de 15 minutos, que se prolongaram por mais de 60 minutos, para uma reflexão com os seus colegas em torno do assunto. .

Igualmente, Fernando fez saber que a outra preocupação é da suposta existência de sete membros do partido no poder naquele órgão que duplicam o salário.

O governador da província de Nampula, Manuel Rodrigues, assegurou que há um trabalho em processo com vista ao pagamento destes rotativos. “Conforme nós discutimos e acordamos no último encontro havido aqui na Assembleia Provincial todos serão pagos neste ano de 2023, e, por conseguinte, o trabalho realizado indica-nos que está em processo de finalização, junto ao Ministério da Economia e Finanças, com vista ao pagamento dos retroactivos dos membros deste órgão”.

Quem, também, interveio sobre a matéria foi o director provincial do Plano e Finanças, Arnaldo Jacinto, o qual disse que “com o compromisso do Conselho Executivo Provincial, fomos encarregues para resolver esta situação. Tivemos o despacho do governador para partir à Maputo onde estive, eu e outros membros, e no dia 25 do mês passado tivemos um encontro no ministério da Economia e Finanças, onde fomos apresentar a questão porque já tínhamos submetido o nosso pedido em Abril. O pedido demorou a ter o despacho desejado, por duas vezes, porque faltava a contrapartida na origem dos fundos”. (Malito João)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui