Bolseiros premiados pela embaixada dos EUA pelo reconhecimento do seu trabalho com as comunidades

0
395

Nampula (IKWELI) – O Embaixador dos Estados Unidos da América (EUA), Peter Vrooman, reconheceu e premiou na passada quinta-feira (31), três antigos alunos que participaram dos vários programas de intercâmbio profissional e académico patrocinado pelo governo americano.

Trata-se de um prémio anual designado por Alumni Achievement Aword que reconhece antigos alunos que dedicaram tempo, energia, bem como recursos para melhorar as suas comunidades, através de projectos. A mesma teve lugar na província de Nampula, região norte de Moçambique.

Na ocasião, Peter Vrooman explicou que já participaram de intercâmbios um total de 1500 moçambicanos provenientes de todas as províncias do país.

“Nós tivemos 1500 pessoas de todas as províncias que participaram nestes intercâmbios profissional e académico nos Estados Unidos e tiveram um período de seis semanas de aulas”, disse

O reconhecimento dos antigos alunos abrangeu antigos alunos provenientes das três regiões do país nomeadamente, Norte, Centro e Sul respectivamente.

Natércia Tomás, jornalista da Rádio Moçambique e proveniente da província de Maputo, foi uma das galardoadas naquela noite. A mesma trabalha pelo empoderamento da mulher através do desporto, mas também, defende um ambiente de trabalho livre de assédio sexual físico e moral.

Natércia Tomás revelou que actualmente a associação conta com mais de trinta mulheres, entre raparigas e jovens, no entanto um dos objectivos do projecto é aumentar o número de mulheres no desporto.

“Este prémio é um incentivo, um contributo é um esforço para que continuemos a lutar pela causa”, afirmou.

De acordo com a fonte, uma das maiores dificuldades que o projecto tem enfrentado tem a ver com a falta de financiamento. “Nós estamos num país em que as parcerias contam muito, apesar dessas dificuldades e barreiras temos estado a conseguir. Colocar as pessoas a trabalhar sem dinheiro é complicado, mas sempre vale a pena”, explicou.

Zacarias Chicuio, premiado de Sofala, explicou que ter participado do programa de intercâmbio o ajudou a criar um clube de inglês denominado “Inglês para todos”, que tem em vista facilitar aulas da língua inglesa a pessoas com deficiência.

“Com o projecto queria cortar o estigma de que quem tem deficiência tem uma limitação, a ideia era dar habilidades comunicativas de inglês e partilhar oportunidades de ir estudar fora do país e isto foi bem recebido com 45 estudantes e tivemos 37 no final do projecto a falar a língua”, revelou.

Segundo Chicoio, dos 45 participantes, 16 eram pessoas com deficiência física e mental, “na sua maioria eram jovens com idade escolar dos 14 aos 25 anos. Dos 45 maior número eram mulheres, com um número de 28″.

Buanamade Amade, da província de Cabo Delgado, dirige um projecto que utiliza as artes para a integração social, denominado “Oficinas Criativas para a Resiliência, Protecção e Valorização da Vida Humana”, o mesmo beneficia 120 pessoas dentre crianças, adolescentes, pais e encarregados de educação que vivem no bairro de Nanhimbe em Pemba, capital provincial.

Para Amade o maior objectivo do projecto é dotar que comunidades de competências profissionais na área do empreendedorismo.

“Com este projecto estamos a trabalhar com 20 famílias, 60 crianças e 40 jovens. O projecto visa dotar de ferramentas as crianças jovens e adolescentes para enfrentarem o dia a dia. Fizemos uma mistura entre jovens locais e deslocados das zonas de conflitos. É sabido que a situação está difícil para todos, mas não é hora de cruzar os braços. A génese é o que que tu podes fazer se não tens alguém para ajudar, é preciso se adaptar e, com este projecto nós estamos a ensinar essas pessoas a se adaptarem no mundo moderno”, explicou.

No entanto, os antigos alunos premiados foram unânimes em afirmar que uma das maiores dificuldades tem a ver com a falta de fundos para a materialização dos projectos desenhados, contundo, o amor pelo trabalho sempre vence. (Ângela da Fonseca)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui