Paulo Vahanle pede perdão aos Munícipes pelas promessas não cumpridas

0
301

Nampula (IKWELI) – Apesar de classificar positivamente a sua governação, no mandato prestes a terminar, o autarca de Nampula, Paulo Vahanle, reconhece não ter cumprido na íntegra o seu manifesto eleitoral que lhe conduziu ao poder, razão pela qual, durante as celebrações dos 67 anos da cidade, pediu desculpas ao eleitorado pelo incumprimento.

Dirigindo-se aos munícipes que acorreram, massivamente, as celebrações de mais um aniversário de Nampula a categoria de cidade, efeméride que teve lugar na última terça-feira (22), voltou a justificar, que o não cumprimento de algumas promessas, deveram-se a alegadas inviabilizações e sabotagens.

“Ilustres e amados munícipes, reconhecemos diante de vocês, caros munícipes, que podemos ter lesado algumas pessoas por não ter cumprido com seus anseios na realização de algumas actividades. Devido a estas e outras questões pedimos perdão, na esperança de resolver todas estas preocupações nos próximos mandatos que derem ao Vahanle”, disse Paulo Vahanle.

“Caros munícipes, durante este mandato sentimos que houve muitas inviabilizações, sabotagem e desorganização das nossas actividades, como é o caso da primeira fase da construção da estrada que dá acesso ao hospital geral de Marrere e a falta de canalização de fundo proveniente do governo central, isso fez com que reduzisse o número das nossas realizações. O caso da estrada de Marrere foi sabotagem, que era para vocês estarem contra mim, Paulo Vahanle”, o autarca, usou a ocasião, para também, pedir aos munícipes uma outra oportunidade para conduzir os destinos da considerada terceira maior cidade de Moçambique.

Por outro lado, Paulo Vahanle recordou aos presentes de que, embora não tenha cumprido com algumas promessas, a sua governação foi caracterizada por realizações que transformaram a imagem da cidade, dando como exemplo a pavimentação das ruas, limpeza da urbe, apoios sociais, entre outras.

“Todas essas realizações aconteceram apenas em quatro anos e o nosso desafio é continuar a providenciar mais infraestruturas sociais como estradas, escolas, hospitais, apoio sociais aos munícipes, recolha de resíduos sólidos, mas para a materialização destas e outras iniciativas, é preciso que sejamos unidos. Vamos estar juntos para que a cidade de Nampula seja de todos nós e continue a crescer e a prosperar. Diante destas realizações verificamos que os munícipes depositam confiança em mim Paulo Vahanle como cabeça de lista para os próximos cinco anos.

“Vocês de Namicopo devem ser orgulhosos”

Durante a passagem dos 67 anos de Nampula desde que ascendeu à categoria de cidade, Paulo Vahanle pediu também perdão separado aos munícipes residentes em Namicopo, considerado o mais populoso do país, na sequência dos seus pronunciamentos num passado recente, quando acusou aqueles citadinos de terem roubado pavês que seria usado para a pavimentação de uma das vias de acesso daquela circunscrição geográfica.

“Nesse espaço de pedido de perdão, quero aproveitar também, de forma particular, pedir perdão a minha família de Namicopo, é que aquilo me tocou no coração”, começou por dizer Vahanle.

“Eu sou vosso, vocês de Namicopo devem ser orgulhosos. Diziam que nós não eramos pessoas, mas hoje estamos a dirigir a cidade de Nampula, os de Namicopo estão a dirigir, através do seu filho que está a fazer coisas que agradam as pessoas”, prosseguiu.

Por outro lado, e para fortalecer a aliança, Vahanle frisou que nos dias antes de deixar o cargo de presidente, vai prestar maior atenção ao bairro de Namicopo. “Não tenham medo, daqui em diante vou sentar na minha casa em Namicopo para atender as preocupações do bairro. Vocês de Namicopo sabem muito bem que quando casas primeiro deve tratar o enteado, depois é que trata bem seus filhos. Durante aquele tempo é o mesmo que dizer que estava a tratar os filhos que não são de Namicopo, em casa. Não fiquem preocupados, ali é em casa”, pontuou Vahanle o que lhe valeu  aplausos dos presentes. (Constantino Henriques)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui