Home ACTUALIDADE PCA da televisão Muniga detido por burla

PCA da televisão Muniga detido por burla

0
381

Nampula (IKWELI) – O Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), na província de Nampula, recolheu para as suas celas o Presidente do Conselho Administração (PCA) da Televisão Muniga, indiciado da prática do crime de burla, praticado na província do Niassa.

De acordo com a porta-voz SERNIC em Nampula, Enina Tsinine, o indiciado teria emitido um cheque sem provisão para compra de uma viatura de marca Toyota Land Cruiser, na província do Niassa e andou foragido, tendo sido detido em Nampula, sob mandado de busca e captura.

“O individuo tentava comprar uma viatura de marca Toyota, usando um cheque sem cobertura. Trabalhos feitos pelo SERNIC, culminaram com a detenção do mesmo e neste momento o indiciado está a responder pelo crime de burla nas celas da 1ª Esquadra da cidade de Nampula”, explicou Enina.

O acusado disse que a sua detenção não passa de uma perseguição, onde o mesmo aponta a influência de pessoas que teriam negociado a viatura com ele, como sendo alguém com um padrinho forte na “cozinha” para somente lhe prejudicar a vida.

“O que me faz chegar aqui é um cidadão moçambicano como eu, que acha que tem influência e poder, onde o mesmo vendeu-me uma viatura ilegal sem matrícula. Fiz pagamento de uma parte do valor, descobri que era ilegal e exigi a devolução do cheque e o meu valor para ele levar a sua viatura, e ele não o fez. Simplesmente foi a Niassa, onde ele acha que tem influência e trouxe um mandado de apreensão da viatura e detenção, por isso que estou aqui”, explica-se o indiciado.

O acusado diz não perceber o motivo porque que ainda está detido, pois no eu entender, no dia que foi apreendida a viatura pelo SERNIC, alegadamente que era ilegal, exigiu o seu dinheiro físico e seu cheque que teria entregue a contraparte, como sinal para evitar o problema, que acabou por recusar o pedido. (Malito João)