Nampula: Conselho autárquica da capital provincial preocupado em melhorar o saneamento do meio

0
274
dav

Nampula (IKWELI) – O conselho autárquico da cidade de Nampula, no norte de Moçambique, tem se evidenciado, nos últimos dias, no melhoramento do sistema de saneamento do meio da urbe, com acções de remoção de resíduos sólidos nas valas de drenagem.

As valas de drenagem, e alguns rios que correm na cidade, tem sido depósitos recorrentes e propositados de lixo, maioritariamente protagonizado por moradores locais. Esta prática fez com que o escoamento de águas fluviais e águas negras não ocorresse como deve ser.

A Empresa Municipal de Saneamento de Nampula (EMUSANA) é a entidade responsável por esta actividade, e o Ikweli observou os primeiros momentos ao longo da conhecida estrada nova que liga o mercado do Matadouro a avenida do Trabalho, passando pela Escola Básica de Mutauanha.

É nesta zona que as valas de drenagem se encontravam, quase, totalmente assoreadas e com excesso de lixo.

A população que vive nas bermas daquelas valas de drenagem mostrasse satisfeita com a acção, pois o lixo criava vários insectos, como moscas, baratas, mosquitos entre outos, os quais invadiam as residências dos mesmos, provocando assim várias doenças, principalmente em crianças, que estão expostas a vários ambientes da casa.

“Na verdade, gostei muito quando vi esses senhores do município, neste local, a remover esse lixo”, comenta a moradora Amina Jorge, recordando que “não é fácil conviver com o lixo. Imagina só, a luz do dia, você está sentado e quem te faz companhia são as moscas e de noite mesma situação com os mosquitos, assim como é uma pessoa não vai adoecer, então com a recolha deste lixo pode minimizar o problema, impedindo assim a criação massiva destes insectos”.

Satisfeitos com a acção da EMUSANA, os vendedores do mercado do Matadouro apelam aos residentes locais para mudarem de comportamento, no sentido de não deitarem o lixo nas valas de drenagem.

“Primeiro quero agradecer esta iniciativa desta empresa EMUSANA, mas também tenho aqui a dizer que o problema principal é a própria população que tem deitado lixo neste local, também as águas das chuvas contribuem”, disse Orlando, vendedor e residente no mesmo bairro.

Para esta fonte, “este lixo está aqui nas valas há muito tempo, mas se hoje vieram tirar isso é muito bom, porque a gente não consegue ficar à vontade com o mau cheiro vindo destas valas provocada pelo mesmo lixo”, concluiu esta fonte. (Hermínio Raja)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui