Nampula: Menina de 16 anos violada sexualmente por 6 malfeitores em Muahivire

0
666

Nampula (IKWELI) – O dia 13 de junho findo começou como todos os outros anteriores na vida de uma adolescente de 16 anos na unidade comunal de Napacala, nos arredores da cidade de Nampula, mas veio a terminar de forma trágica, pois na calada da noite amigos do alheio “visitaram” a sua família.

Seis malfeitores, sem dó e nem piedade, introduziram-se na residência de uma humilde família naquela circunscrição do bairro de Muahivire, com o intuito de assaltar e apoderar-se dos bens. No interior da residência, depois de violentar, brutalmente, o pai da família, decidiram por outras práticas desumanas.

Destas práticas, destaca-se a violação sexual da adolescente em referência, na presença do seu pai, o qual imobilizado não conseguiu salvar a sua filha da triste e desonrosa situação.

De acordo com a menor violada, os indivíduos de má-fé ao se introduzirem no seu quarto, obrigaram-na a manter relações sexuais em troca da sua vida. “Vieram, o meu pai foi amarado, roubaram plasma e mais outras coisas que estava dentro da casa, bateram a minha irmã mais nova com uma catana e depois começaram a perguntar-me se no dia 1 de junho tive roupa para vestir e quando responde que não, me pegaram e começaram a fazer as suas coisas”.

O pai da menor vítima afirmou que naquela noite foi agredido fisicamente dentro da sua residência, para além de a sua filha ser vítima de violação sexual. Suspeita que o crime seja protagonizado por indivíduos desconhecidos que teriam sido mandados pelo seu antigo trabalhador que prestava actividade de táxi-mota, o qual perdeu emprego por mau comportamento. “O acontecimento nesta casa foi por volta das 23 horas, um grupo de pessoas arrombaram a minha porta e depois exigiram-me dinheiro, por isso mesmo agrediram-me e parei no hospital, tal como podes ver, conseguiram roubar três telemóveis, lençóis, quatro sacos de vários produtos agrícolas com destaque o amendoim e um valor de 7.000,00Mt (sete mil meticais) que estava na minha conta eletrónica vulgo M-pesa. Também suspeito que seja o meu taxista que trabalhava para mim que fez está vingança, porque o trabalho que prestava para mim a receita não compensava e mandei-o embora, por causa disso ele começou a anunciar as pessoas que eu tinha vendido a minha casa e tenho muito dinheiro”.

Por outro lado, o nosso interlocutor esclarece que as autoridades policiais têm conhecimento do caso, mesmo assim pede celeridade dos agentes do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) em Nampula, no sentido de identificar os criminosos para que sejam responsabilizados pelo acto.

“Se houvesse como gostaria que, pelo menos, fosse encontrado uma pessoa que estava no grupo dos indivíduos que vieram fazer o estrago dentro da minha residência, pedimos as autoridades de investigação para a neutralização destas pessoas”, deseja este pai desolado.

Na ocasião, o chefe da unidade comunal Napacala, Rosário Pedro, disse que nos últimos tempos a situação de onda de criminalidade é uma preocupação e está associado a falta de iluminação na via pública daquele bairro. “Exatamente tivemos conhecimento desta situação que ocorreu em uma das residências nesta zona e os malfeitores roubaram todos os bens, incluindo dinheiro e violaram sexualmente uma menor. Com a falta de iluminação, os casos de agressão e roubo é lamentável e precisamos de ajuda para acabar com o problema”.

Enquanto isso, a Polícia da República de Moçambique (PRM), em Nampula, através de trabalho investigativo realizado, neutralizou um dos integrantes que se introduziram na residência munidos de instrumentos contundentes.

“Resta-nos outros integrantes da quadrilha, por isso ainda está sendo feito um trabalho, brevemente vamos neutralizar outros restantes para colocar a barra da justiça”, garantiu Zacarias Nacute, porta-voz da PRM em Nampula. (Nelsa Momade)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui