Namicopo: Dois mercados continuam desocupados

0
405

Nampula (IKWELI) – Construídos no reinado do malogrado Mahamudo Amurane, dois mercados continuam desocupados no posto administrativo de Namicopo, nos arredores da cidade de Nampula, e sem motivo aparente.

Trata-se dos mercados de Mphavara (Shopping do Povo) e Memória, os quais continuam a ser preteridos pelos comerciantes da urbe.

Celine Carlos, vendedeira de legumes, explica que no mercado de Mphavara enfrentavam problemas relacionados a ganhos. “Depois de revender os nossos produtos, o lucro não era como o esperado e não ajudava em nada, por isso tivemos que abandonar para aqui onde estamos e a receita é melhor porque conseguimos sustentar a nossa família”.

No entanto, Celina reconhece o risco que corre por vender produtos na via pública, mas afirma que o facto de estarem a vender, sobretudo, num terminal de chapa-100 facilita a presença de clientes que aproveitam fazerem as suas compras

Outra fonte, que não quis identificar-se, disse que o abandono do mercado de Mphavara está associado a superstição. “Aquele mercado tem um historial que o conselho municipal não está a profundar, antigamente quando as pessoas estivessem a revender os seus produtos o valor não compensava nada para garantir alimentação das famílias, então por isso os comerciantes preferem revender nas suas casas e nas ruas, dai que o mercado de Mphavara esta abandonado”.

Enquanto isso, o revendedor de peixe no mercado da Memória, Daniel Assane, explica que a procura dos clientes faz com que alguns mercados sejam sistematicamente abandonados pelos comerciantes, no sentido de assegurar a sobrevivência das famílias.

“Estou a revender peixe próximo deste mercado da Memória abandonado pelos outros revendedores que se encontram nas proximidades das estradas porque, segundo eles, é na estrada onde há maior movimento dos clientes, mas o que deveria ser feito pelo município é mobilizar os vendedores a continuarem a venda nesse mercado”, disse.

O vendedor Daniel Assane disse que “para nós ainda que revendemos nas proximidades deste mercado abandonado o movimento é muito fraco, porque os clientes não aparecem e maior número dos comerciantes está nas ruas e nas bermas da estrada”.

Por outro lado, Leolinda Cesário, vendedeira de legumes nas proximidades do mercado Memória, conta que o mercado foi abandonado há mais de 5 anos, e embora tenha sido reabilitado recentemente os vendedores não voltaram.

“Agora são 9horas da manhã e não consegui vender e ganhar, pelo menos, 50,00Mt (cinquenta meticais) e assim os nossos produtos estragam-se e ficamos sem lucro nenhum, porque não há clientes para fazer a compra porque muitos recorrem os produtos revendidos ao longo da estrada onde muitos comerciantes estão localizados. Acreditamos que se estivéssemos todos localizados neste mercado não haveria problemas da falta de clientes para uma parte dos outros como está acontecendo agora””, lamentou o comerciante

Contudo os nossos entrevistados falam da necessidade de mobilizar os vendedores para o regresso aos mercados em causa.

O Ikweli falou com Massimage Abudo, chefe do mercado de Mphavara, o qual mencionou outros assuntos como causa do abandono, principalmente a falta da corrente elétrica que constitui uma preocupação.

“Temos vários colegas que podiam estar neste mercado, mas estão a vendar na conhecida padaria Nampula e outras ruas porque o mercado Mphavara não chegam clientes, embora que nas ruas passam riscos, mas eles sentem-se obrigados ainda a continuar lá para conseguir dinheiro”, referiu o responsável.

O chefe do mercado, acrescentou ainda que “o município tem conhecimento que algumas pessoas que saíram do mercado de Mphavara estão em alguns pontos da cidade, sobretudo nas ruas, a procura de melhores condições de vida e ainda não tenho nenhuma informação sobre o plano para o mercado porque está abandonado há vários anos”. (Nelsa Momade)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui