Home ACTUALIDADE Nampula: mercado do peixe continua imundo

Nampula: mercado do peixe continua imundo

0
432
dav

Nampula (IKWELI) – O mercado do Peixe, também conhecido por mercado dos Belenenses, na cidade de Nampula, continua com um ambiente de higiene e saneamento do meio deplorável, mesmo depois de ter acolhido a cerimónia de lançamento da campanha dos 13 dias de recolha massiva de resíduos sólidos levado a cabo pelo conselho autárquico local.

A campanha tinha como objectivo de remover os resíduos sólidos nos mercados e pontos onde a situação era tida como mais crítica, com o enfoque para o mercado do Waresta, Matadouro, Belenenses, entre outros.

Dias depois do fim da campanha a equipe do Ikweli voltou a visitar aquele mercado, constatámos que a situação é das piores, o lixo e as águas negras continuam a invadir o recinto do mercado, também assaltaram e se fixaram numa das entradas que dá acesso à entrada de viaturas, obrigado assim os utentes que vivem de outro lado do mercado a deixar suas viaturas enfrente daquele estabelecimento comercial.

De acordo com os vendedores, as razões daquele mercado estar assombrado pelos resíduos sólidos e as águas negras, é resultado da falta de valas de drenagens, assim como de contentores para o depósito do lixo, os mesmos apontam que à população mais próximo do mercado levam o lixo dos seus quintais e vem deitar naquela estrada.

“Nem todo lixo que o senhor está a ver aqui na estrada é produzido aqui no mercado”, disse Inês Francisco, vendedeira no mercado do peixe, apontando que “esta população vizinha do mercado, também, é culpada por essa situação. Tem um rio aqui perto, quando eles trazem o lixo dos seus quintais ao invés de deitarem naquele rio deixam aqui na estrada, e o resultado é esse que a gente está a ver, eu não estou a negar que a gente também deita lixo neste local, mas a maioria é a própria população vizinha do mercado que traz”.

Gustavo Larisom, vendedor de peixe salgado naquele mercado, acusa as autoridades municipais de não estarem a fazer nada no sentido de ultrapassar aquela situação de imundice naquele mercado.

Esta fonte entende que o mercado necessita de valas de drenagens para o escoamento das águas negras.

“Não basta só o conselho municipal lançar campanhas de remoção de lixo temporário, eles também devem ver quais são os problemas que o mercado tem, acredito eu se aqui tivesse local apropriado para deixar o lixo esse mercado não estaria nessa situação, também este mercado necessita de valas de drenagens”, concluiu a fonte. (Hermínio Raja)