Axinenes de Nampula começam a perder pontos em casa

0
688

Nampula (IKWELI) – O Ferroviário de Nampula empatou no passado domingo (12) diante do Baía de Pemba, sem abertura de contagem, em jogo da nona jornada do campeonato nacional da primeira divisão em futebol sénior masculino, o Moçambola da presente temporada futebolística, que teve lugar no Estádio 25 de Junho na capital do norte.

Trata-se do primeiro jogo em que o Ferroviário de Nampula (Axinenes) perde pontos em pleno estádio 25 de Junho na presente edição do Moçambola, e acentua o nível de desespero por parte dos amantes daquela considerada maior agremiação desportiva do norte de Moçambique, tendo em conta que nas 9 jornadas da prova ainda não conseguiu sequer um ponto nas partidas realizadas fora de portas.

No domingo passado, o Ferroviário de Nampula iniciou a partida de maneira enganosa, após primeiros minutos com alguns ataques que facilmente chegavam no último terço de defesa do adversário, mas sem surtir efeitos desejados.

Há que destacar, na fase inicial do jogo, um lance em que Massaua faz um cruzamento na direita do ataque, na zona junto a grande área contrária, em que a bola passou pertinho da baliza defendida pelo guarda-redes Piter.

Ainda no tempo de inspiração locomotiva, Mussito também evidenciou-se em campo, através de uma jogada que culminou num excelente passe a Telinho, este que não aproveitou tabelar para o fundo das malhas.

Após aquele período de louvor dos anfitriões, Baía de Pemba passou a controlar o jogo em quase toda largura do terreno, criando situações que não originaram em golo fruto de uma tarde heroica do jovem Fazito, guarda-redes dos axinenes.

Na entrada da primeira meia hora do certame, Gemito teve tudo para silenciar o Santuário do 25 de Junho, se não fosse o seu remate que tomou uma direcção contrária a baliza, mesmo quando a defesa estava abatida.

A segunda parte daquele confronto viu-se mais Pemba que os donos da casa. Foi o representante da nortenha província de Cabo Delgado mais preocupado em chegar ao golo, para além de um futebol técnico e táctico demonstrado para os expectadores que escalaram o 25 de Junho, de maneira massiva.

Aliás, nesta etapa o empate persistiu até o último apito de Fernando Malendza e seus pares, graças as excelentes intervenções do guarda-redes Fazito.

No final da partida, Antoninho Muchanga, treinador do Ferroviário de Nampula, mostrou sua maturidade e o seu elevado nível de desportivismo ao reconhecer a superioridade do adversário. “Eu acho que o adversário foi forte. Acho que foi um bom jogo, fizemos de tudo, circulamos bem a bola, tivemos mais posse de bola e sabíamos que o adversário, em contra-ataque podia nos surpreender. Mas no capítulo de finalização não estivemos melhor, a equipa de Baía defendeu-se bem, não conseguimos penetrar aquela cortina defensiva que eles montaram”, disse Muchanga.

Por seu turno, Eurico da Conceição, treinador do Baía de Pemba, disse que a sua equipa merecia sair da cidade de Nampula com os três pontos. “Bom jogo, mas acho que nós merecíamos outra sorte, não é…, olhando por aquilo que a equipa produziu, penso que faltou pelo menos um golo para sair daqui com três pontos. Mas prontos, darmos os parabéns por aquilo que os jogadores fizeram e dar os parabéns, também, a equipa do Ferroviário de Nampula pelo jogo apresentado e vamos pensar no próximo jogo”, precisou o timoneiro.

Com este resultado, o Ferroviário de Nampula de Nampula passa a somar 13 pontos na sétima posição do Moçambola, a passo que o Baía de Pemba tem 10 pontos em nono lugar.

Outros resultados da jornada: Ferroviário de Lichinga 1-1 Ferroviário de Nacala. Associação Desportiva de Vilankulo 1-0 Associação Black Bulls. União Desportiva de Songo 3-0 Ferroviário da Beira. Ferroviário de Maputo 1-0 Ferroviário de Quelimane e Matchedje de Maputo 0-1 Costa do Sol.

Na próxima jornada o Moçambola vai registar uma paragem para dar lugar aos compromissos da selecção nacional, os Mambas. (Constantino Henriques)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui