Governador de Nampula defende que Organizações da Sociedade Civil contribuem no processo de desenvolvimento

0
346

Nampula (IKWELI) – O governador de Nampula, Manuel Rodrigues, entende que as organizações da Sociedade Civil jogam um importante papel no processo de desenvolvimento daquela província e não só, pelo que se torna imprescindível que o governo possa acarinhá-las.

Recentemente, recorde-se, o Secretário – geral do partido Frelimo, Roque Silva, condenou de forma veemente as organizações da sociedade civil, porque segundo ele, a maioria dessas agremiações confunde-se com actores políticos e que, em certa medida, não tem contribuído o processo de desenvolvimento do país, mas sim desestabilizá-lo.

Confrontando pela imprensa em Nampula sobre o papel das organizações da sociedade civil naquela considerada a mais populosa província de Moçambique, Manuel Rodrigues disse reconhecer a importância da sociedade civil naquela circunscrição geográfica.

“Naturalmente, a sociedade civil, como sabem, é um parceiro para o processo de desenvolvimento. Eles desempenham um papel importante naquilo que é o despertar da consciência, alargar os espaços de participação do cidadão no processo de desenvolvimento, tanto por via de discussão dos programas de desenvolvimento, quanto por via de apresentação de propostas concretas para o desenvolvimento da nossa província de Nampula, no caso específico”, começou por se posicionar Manuel Rodrigues.

“Nós estamos satisfeitos com a nossa sociedade civil na província de Nampula, ela tem estado a participar activamente no processo de desenvolvimento da nossa província de Nampula, portanto, o governo acarinha e vai continuar a trabalhar com a sociedade civil. Aliás, nós como governo temos tido fóruns específicos de discussão de assuntos de desenvolvimento da nossa província, tanto no âmbito social, económico, mesmo democrático, com a nossa sociedade civil na província de Nampula, por isso nós estamos satisfeitos e vamos continuar a trabalhar, naturalmente, com a nossa sociedade civil da província de Nampula, porque ela, sim, tem estado a contribuir de forma notável no processo de desenvolvimento”, reiterou o governador.

Manuel Rodrigues frisou, também, a necessidade do bom exercício da liberdade de expressão, por parte da própria sociedade civil. “Alguns de nós entendemos mal a questão de liberdade de expressão, entendemos mal a questão de liberdade de opinião com a obstrução, com agitação, também com até a perca de respeito com o seu semelhante, que é o cidadão aqui na província, por isso tudo faremos como governo para, primeiro, encorajar todo aquele que é da sociedade civil participe activamente no processo de desenvolvimento social, desenvolvimento económico, também o desenvolvimento político da nossa província de Nampula, porque esta província conta com todos os actores, não só aqueles que estão no governo, como também aqueles que estão no sector privado. Aqui sim, a sociedade civil é chamada e é uma das áreas privilegiadas da nossa acção governativa, por isso todos nós somos úteis”, disse a fonte. (Constantino Henriques)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui