Moma já tem sinais do “Freddy” e 55 mil pessoas poderão ser afectadas

0
260

Moma (IKWELI) – Até ao fim do dia de ontem, sexta-feira (10), o distrito de Moma, a sul da província de Nampula, já registava sinais da aproximação do ciclone tropical Freddy.

As autoridades governamentais estimam que, pelo menos, 55 mil habitantes poderão afectados pelo evento climático extremo, por isso tem vindo a mobilizar-se para a mitigação dos impactos.

O administrador local, Abacar Chande, assegurou que o seu governo estabeleceu mecanismos para a retirada da população das zonas de risco, incluindo a formação e preparação de 23 centros de trânsito, para além de mensagens de sensibilização à população.

De acordo com o administrador, as comunidades de Mirupi e Mucoroje, que se localizam próximo a bacia do Ligonha que atravessa o distrito, serão as mais afectadas. Aliás, o fenómeno poderá atingir algumas comunidades do posto administrativo sede.

Face à ocorrência do ciclone, “o ponto de situação do distrito neste momento é calmo. O que estamos a notar agora são chuviscos e que não criam perigo. A chuva que estamos a registar neste momento é normal porque nem vento temos, então consideramos nós a situação como sendo calma. Mas mesmo assim estamos preparados”, disse o administrador numa entrevistada concedida à jornalistas no fim da tarde desta sexta-feira (10).

Enquanto isso, o Instituto Nacional de Meteorologia (INAM), em Nampula, através de Nicolau Guilherme, chefe do Departamento de Previsão do Tempo, esclarece que quando se está nas vésperas de um evento climático, como é o caso de ciclone, ocorre a precipitação porque é característico, razão pela qual regista-se [neste momento no distrito de Moma] chuva fraca moderada desde a noite de quinta-feira, 9 de Março corrente.

Ao nível da província de Nampula, Nicolau Guilherme deixa claro que tendo em conta o ponto de entrada que é a província da Zambézia, há razões que os distritos de Moma, Larde e Angoche sejam afectados pelo facto de estarem dentro do raio deste fenómeno. Ou então, “estamos a prever ocorrência de chuvas moderadas e com período de forte. E o vento pode soprar, também, com rajadas”, daí que não se pode descartar a possibilidade de ocorrência de chuvas intensas pela sua localização.

Todavia, o INAM prevê que os efeitos do ciclone tropical Freddy, na província de Nampula, não serão intensos comparativamente a província da Zambézia. Entretanto, insta a população a se precaver da melhor forma possível, reforçando as coberturas das suas residências e deslocar-se aos locais seguros. (Esmeraldo Boquisse, em Moma)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui