Suposto terrorista tenta roubar fármacos no Centro de Saúde de Namiepe

0
289

Nampula (IKWELI) – Um indivíduo de, pelo menos, 40 anos de idade foi flagrado no último Sábado (4), a tentar furtar bens hospitalares, nomeadamente lençóis e medicamentos do Sistema Nacional de Saúde (S.N.S), no Centro de Saúde de Namiepe, no posto administrativo municipal de Namicopo, cidade de Nampula.

Aquando da sua neutralização, quando foi descoberto, este disse ser proveniente do distrito de Muidumbe, província nortenha de Cabo Delgado, motivo pelo qual pressupõe-se tratar de um insurgente que procura pelos medicamentos, entre outros bens, para abastecer os seus comparsas naquela província onde ocorrem ataques terroristas há mais de cinco anos.

Além disso, um dos contactos telefónicos fornecidos pelo indivíduo que já se encontra detido nas celas da 5ª esquadra da Polícia da República de Moçambique (P.R.M), naquele bairro crítico da urbe, responde a outra pessoa residente em Muidumbe. O ocorrido preocupa a direcção do centro de saúde que aguarda pelo esclarecimento após os procedimentos legais pelas entidades competentes.

“Na noite de ontem para hoje [sexta-feira para Sábado], por volta das 00:00horas, fomos surpreendidos por um indivíduo estranho que se introduziu dentro das enfermarias, vergou-se de um avental e tentou vandalizar algum compartimento da unidade sanitária”, confirmou à nossa equipa de reportagem, Germano Bacar, director do Centro de Saúde de Namiepe.

O director disse em entrevista que o suposto terrorista trazia consigo lençóis na sua pasta, mas que naquele centro tentou arrombar a porta onde guardavam lençóis. Igualmente, o avental que o indivíduo envergou teria furtado numa das enfermarias.

“Furtou algumas luvas de procedimentos. Quando fui visitar a ele na 5ª esquadra para ver que indivíduo é esse, encontrei enquanto usou as mesmas”, explicou Germano Bacar, o qual disse ter comunicado um suposto familiar do suposto terrorista que também reside em Muidumbe, província de Cabo Delgado, mas que na altura a comunicação fracassou.

“Não é primeira vez que acontece este tipo de acto. Em algum momento nós perdemos alguns livros de registo, até nos surpreendemos, igualmente, com alguns sectores vandalizados. Infelizmente nunca tivemos a sorte de neutralizar os malfeitores. Desta vez o que se deu é o facto de termos encontrado em flagrante o indivíduo”, informou o director do Centro de Saúde de Namiepe. (Esmeraldo Boquisse)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui