Nicutha mata “padre” burundês

0
255

Nampula (IKWELI) – Um cidadão burundês, de 42 anos de idade, perdeu a vida na noite desta quarta-feira (04), arrastado pelas águas do rio Nicutha que atravessa o bairro de Murrapaniua, posto administrativo de Natikiri, nos arredores da cidade de Nampula.

Com as chuvas que se fazem sentir desde os finais do mês de Dezembro findo, o caudal do rio Nicutha aumentou, o que fez com que a vítima não conseguisse atravessar.

A vítima que em vida era conhecido por Padre tentou, sem sucesso na companhia do seu amigo, desafiar a fúria do Nicutha, concretamente na unidade comunal de Terrene A, se fazendo transportar numa motorizada que também foi arrastada a uma distância de cerca de um quilómetro e, horas depois achada noutra margem do rio, segundo contam testemunhas que tentaram socorrer o finado.

Informações avançadas no local indicam que a vítima aparentava estar embriagada, facto que lhe levou a tomar a decisão de atravessar o rio, mesmo notando o eminente aumento do caudal do rio. Aliás, quando este foi arrastado conseguiu segurar-se na sua motorizada e, aconselhado [o cidadão] a largar, este não cedeu, pois queria era, também, salvar a sua motorizada.

“Aquele nosso irmão estava com o amigo quando tentavam atravessar o rio de motorizada. Ocorre que depois de entrar na água foram arrastados, e este que perdeu a vida segurou na motorizada, tendo sido aconselhado pelo amigo a largar e retirar-se da água, mas foi tarde. Ele, junto da motorizada, foi arrastado até que o encontramos sem vida na manhã de hoje [quinta-feira], mas a mota foi recuperada ontem mesmo”, contou Carenta Francisco, amigo do Padre arrastado.

Já na manhã desta quinta-feira, Carenta Francisco conta que voltaram a procura do seu amigo nas margens do rio, até que foi informado da existência de um corpo sem vida. Quando lá se dirigiram, encontraram o corpo do Padre, facto que encheu de tristeza os familiares e amigos.

Enquanto isso, têm sido constantes casos de arrastamentos de pessoas naquele curso de água. Nos tempos de chuva sempre sofremos aqui vários afogamentos, tanto é que este é o segundo arrastamento que registamos na presente época chuvosa, sendo que o primeiro ocorreu na noite do último dia de Novembro do ano passado onde a vítima foi uma menor de idade. Nós como estrutura de base não temos muito a fazer, se não sensibilizar a população em como se precaver ao atravessar o rio, pois corremos muitos riscos”, adiantou Abdul Nimaha, secretário da unidade comunal Terrene A, no bairro de Murrapaniua.

Para os moradores é de lamentar pelo sucedido e alertam uma vez mais ao executivo municipal, chefiado pelo edil Paulo Vahanle, a montar, naquele local, uma travessia de forma a evitar outros possíveis casos de afogamento e/ ou arrastamento.

Informe-se que o rio Nicutha é um curso de água que separa várias zonas residências do extenso bairro de Murrapaniua, posto administrativo de Natikiri, para além da localização de infra-estruturas escolares, como a escola primária de Terrene e secundária de Murrapaniua recentemente inaugurada, onde para os alunos chegarem atravessam aquele rio, numa autêntica exposição ao perigo. (Esmeraldo Boquisse)”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui