COESÃO SOCIAL NO NORTE DE MOÇAMBIQUE: CDD inaugura instalações do Youth Hub de Angoche e organiza o primeiro Policy Dialogue Distrital

0
44

Nampula (IKWELI) – O Centro para Democracia e Desenvolvimento (CDD) realizou, no dia 27 de Outubro, o evento de inauguração do Centro de Jovens/Youth Hub de Angoche, estabelecido no âmbito do Programa Coesão Social no Norte de Moçambique. Este Programa é implementado com o apoio da Cooperação Suíça, e visa contribuir para o fortalecimento da coesão social nas províncias de Nampula, Cabo Delgado e Niassa, bem como catalisar o engajamento cívico de jovens e mulheres em espaços sociais, políticos e económicos e, desta forma, contribuir para a melhoria da governação local, vista numa perspectiva da realização dos direitos dos cidadãos.

Os Youth Hubs são espaços formais e/ou informais para o empoderamento de jovens e oferecem uma ampla gama de programas em uma rede de espaços seguros onde os membros são livres para se socializar e aprender novas habilidades, ajudando a desenvolver identidades e desbloqueando o seu potencial. Com enfoque distrital, a abordagem dos Youth Hubs inclui a capacitação, recursos, networking e engajamento com autoridades estatais e não estatais.

Coube ao Administrador de Angoche, Bernardo Alide, proceder com a inauguração das instalações, num evento que, para além das autoridades governamentais a nível do distrito, contou igualmente com a participação dos líderes comunitários, líderes de associações juvenis, representantes da plataforma distrital da sociedade civil e cerca de 60 jovens membros do Youth Hub de Angoche.

Bernardo Alide, Administrador de Angoche inaugurando a Youth Hub

Tendo em conta a crescente ameaça do extremismo violento, o Administrador de Angoche endereçou uma mensagem aos jovens, instando-os a serem vigilantes e a usarem o Youth Hub como um espaço de aprendizagem para promoção da paz e do desenvolvimento do distrito.

Para além da cerimónia de inauguração, o momento serviu para a realização do primeiro Policy DialogueDistrital de Angoche, subordinado ao tema “O Papel da Juventude no Desenvolvimento do Distrito de Angoche no Contexto da Crescente Ameaça do Extremismo Violento”. Os Policy Dialogues visam colocar os jovens emponderados nos Youth Hubs a liderarem, concebendo e catalisando um diálogo público ao nível distrital, provincial e regional norte, em prol de uma governação orientada para o desenvolvimento inclusivo assente no potencial transformacional dos jovens.

A abordagem do Policy Dialogue assenta na noção de espaços inventados (invented spaces) que se diferem dos habituais espaços convidados (invited spaces). Por espaços inventados entende-se um novo paradigma de intervenção da juventude, de forma autónoma e independente, nos processos decisórios públicos. Os objectivos do Policy Dialogue compreendem “estimular uma participação autónoma e independente dos jovens nos processos públicos de tomada de decisão; edificar um fórum para interacção transparente entre os jovens e os decisores públicos, sector produtivo e sociedade civil em prol de políticas e estratégias de desenvolvimento centradas no potencial e perspectiva da juventude; expor as capacidades, habilidades e recursos da juventude relevantes para a agenda da transformação socioeconómica no norte de Moçambique; consolidar a visão e agenda colectiva da juventude ao nível distrital, provincial e regional norte de Moçambique;

Catalisar a cultura de prestação de contas em torno da materialização da visão e agenda colectiva da juventude ao nível distrital, provincial e regional norte de Moçambique”.

A escolha dos temas para o Policy Dialogue está ancorada aos Youth Hubs através da rede dos Youth Hubsda região norte de Moçambique. Em cada ano, existe um tema específico ligado à agenda da coesão social no norte de Moçambique.

Ao longo do diálogo, os jovens foram unânimes ao apontar o desemprego e a falta de oportunidades como factores que aumentam a vulnerabilidade da juventude ao recrutamento para os grupos extremistas. Um dos desafios apontados é a insuficiência de instituições de ensino técnico-profissional, deixando os jovens sem alternativas quando terminam o ensino secundário geral. Paralelamente, quando os jovens terminam os cursos de formação profissional não encontram espaços para aplicação do conhecimento adquirido, através, por exemplo, de estágios ou emprego.

Os jovens clamam por iniciativas que permitam a maximização dos seus talentos e habilidades. Como referiu Abílio Ussene, Líder do Youth Hub de Angoche, “os jovens sabem o que fazer, mas não têm uma incubadora que acolha e apoie as suas ideias”. Referiu ainda que as poucas iniciativas existentes são pouco difundidas e as oportunidades não chegam ao grupo alvo, os jovens. Assim, a instalação do Youth Hub de Angoche responde a esses desafios e constitui uma plataforma de partilha de informações.

O líder dos régulos de Angoche, Manuel Jamal, instou os jovens a se posicionarem nos diferentes fóruns de tomada de decisão a nível das suas comunidades e a nível do governo distrital e municipal. De acordo com o Régulo Jamal, os jovens passam a ser líderes a partir do momento em que inspiram os outros a serem como eles, através das suas boas acções nas comunidades.

O Programa de Coesão Social é implementado com o apoio da Cooperação Suíça. É uma iniciativa liderada pela sociedade civil (CDD, IESE e Fundação MASC) para fortalecer a coesão social no Norte de Moçambique. Os grupos-alvo são os jovens e as mulheres, vistos como “agentes de mudança” tanto individual como colectivamente. Os agentes de mudança colectiva também incluem instituições públicas que têm interesse, capacidade e ideias para contribuir para a inclusão económica, política e social, melhorar a capacidade de resposta do Estado e a prestação de serviços. (Américo Maluana, colaboração)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui