Ancuabe: Falsos terroristas queimam salas de aula em Metoro

0
80

Pemba (IKWELI) – Mais um grupo de jovens, fazendo-se passar de terroristas, queimaram salas de aula de construção precária na Escola Primária e Completa (EPC) de Metoro, no distrito de Ancuabe, em Cabo Delgado, no princípio da noite desta segunda-feira (12).

Trata-se de mais um esquema para agitar a população e depois roubar bens, mas segundo apurámos, o plano não foi executado devido a rápida intervenção das unidades das Forças de Defesa e Segurança (FDS) instaladas naquele ponto.

“Sim, isso aconteceu, mas não são Alshababes, são pessoas daqui, mas não são conhecidos ainda, na verdade isso aconteceu”, explicou, com brevidade, um residente local.

Segundo contaram as nossas fontes, as salas de aula começaram a pegar fogo pelas 18 horas e depois ouviam-se gritos de “Allah Ak bar (Deus é grande)” em língua Árabe, o mesmo modus operands dos terroristas, quando atacam algumas aldeias.

Acontece que, quando as pessoas saíram, para correr, não viram pessoas, mas na mesma altura chegavam as forças na sua viatura. Os vizinhos conseguiriam debelar o fogo.

De acordo com as nossas fontes, o plano não foi por acaso, é que durante o dia, circularam informações a nível de Metoro, e não só, que um grupo de terroristas, tinha sido visto depois de atravessar uma região próxima àquela comunidade, concretamente no troço entre Metoro e o cruzamento de Salaue, também conhecido por Silva-Macua.

Na semana finda, o Comandante-Geral da PRM, Bernardino Rafael, manifestou na cidade de Pemba, uma enorme preocupação, pelo facto de jovens locais envolverem-se em acções de banditismo à semelhança dos terroristas, fazendo referência o de Ngewe, em Ancuabe, onde 13 famílias ficaram desalojadas, quando um grupo de cinco nativos queimou 13 casas da população. (Redacção)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui