Home ACTUALIDADE Nasce em Moçambique um dos maiores empreendimentos de Agricultura comercial em Africa

Nasce em Moçambique um dos maiores empreendimentos de Agricultura comercial em Africa

0
186

Gaza (IKWELI) – Com um investimento de cerca de $150 milhões de dólares americanos, o equivalente a 9.6 biliões de meticais., foi inaugurado o empreendimento Massingir Valey Farm, do subsector da agricultura comercial em Moçambique, que é uma das maiores plantações de luzerna (alfafa), para a produção de forragem.

O projecto, concebido para satisfazer as necessidades nacionais de produção de carne e leite, e para exportação, com particular enfase para a República Popular da China e para a Arabia Saudita, também simboliza que Moçambique é capaz de atrair megaprojectos do subsector de agricultura comercial.

A Massingir Valley Farms gerou, em 18 meses, 200 novos empregos directos e instalou-se com tecnologia de produção de ponta, com destaque para o sistema de irrigação automatizado composto por pivots de 50ha.

Este sistema promove a agricultura de precisão, poupando cerca de 70% de água necessária para cobertura desta plantação.

A província de Gaza detém o maior rebanho nacional, com cerca de 400 000 cabeças, seguido das províncias de Maputo e de Inhambane.

Este ano, o sector pecuário irá crescer cerca de 9%, onde a produção de carne irá crescer 15%.

Uma nota enviada ao Ikweli, à propósito, refere que “a prioridade do Governo tem sido o desenvolvimento da agricultura familiar porque a maioria da população moçambicana tem na agricultura a sua principal fonte de renda, mas, a nossa abordagem estratégica, preve também o surgimento da agricultura comercial”.

A agricultura comercial é estratégica, pela escala que pode atingir e pelo equilíbrio que pode gerar na disponibilidade de alimentos a nível nacional, e pelo equilíbrio na nossa balança comercial.

Enquanto isso…

A produção da batata reno regista um crescimento na ordem dos 20% na campanha agrária 2021-2022.

No início do ano, o Presidente da República, Filipe Nyusi, fez referência a necessidade do aumento da produção de batata reno, pois era uma das culturas que registava o maior aumento na importação, pelo país.

“A produção de batata a nível nacional na campanha passada atingiu 57 mil tonelada, tenho sido importada cerca de 70 mil toneladas”, refere uma nota do ministério moçambicano da Agricultura e Desenvolvimento Rural, a qual prossegue que “este ano, a produção de batata deve crescer cerca de 20%, permitindo que mais 50% da batata consumida passe a ser de produção nacional”.

Os sinais do aumento da produção já se fazem sentir nos mercados abastecedores, como por exemplo o Mercado Grossista do Zimpeto que tem registado a redução de preços ao consumidor.

Ainda será visitada a área plantada de arvores de citrinos, de cerca de 450 ha, que já é uma das maiores plantações de citrinos no país, com a previsão de entrada em produção nos próximos 3 anos e crescimento para 1 500 ha, igualmente nos próximos anos.

Este empreendimento irá gerar 800 novos postos de trabalho, atendo já empregado 80 trabalhadores.(Redação)