Home ACTUALIDADE SUSTENTA vai injectar mais de 62 mil milhões de meticais na economia...

SUSTENTA vai injectar mais de 62 mil milhões de meticais na economia agrária até a campanha 2025/26

0
447

Maputo (IKWELI) – O SUSTENTA, Programa Nacional de Integração da Agricultura Familiar em Cadeias de Valor Produtivas, cujo objectivo é o aumento da receita agrícola familiar para o mínimo necessário parasuperar a linha de pobreza alimentar, vai injectar na economia agrária moçambicana, até 2026, mais de 62 milmilhões de meticais.

Este dado foi revelado nesta quinta-feira (2), durante o I Simpósio de Investigação Agrária, que termina ainda hoje em Maputo.

O orçamento apresentado foi elaborado com base nas lições apreendidas ao longo dos dois primeiros anosde implementação do programa, que prevê contratar mais 1 183 extensionistas, para início de funções na Campanha 2023/2024, alargando a rede pública de extensão para 5 000 extensionistas, e aumento da cobertura para 20%.

No que tange a insumos, onde o SUSTENTA privilegia o fomento de pacotes tecnológicos adaptados às especificidades agroecológicas de cada região, o programa prevê, até 2026, garantir a disponibilização de 1183 334 pacotes, com custo estimado de 37 866696 000 Mt, para o benefício de 1000 000 de famílias depequenos produtores.

Por sua vez, o orçamento para a promoção da mecanização é de 15 199 878 Mt, que contempla máquinas para actividades de campo e para actividades de pós-colheita, como as debulhadoras e pequenas unidadesde processamento. Deste valor, 14 milhões de meticais vão ser gastos na aquisição de tratores. O programa prevê, também, orçamento para adequação dos solos para o cultivo de arroz de cerca de 249 570 000 Mt.

O SUSTENTA preconiza o financiamento integral de toda a cadeia de valor, com linhas de financiamento específicas para cada actor ao longo das cadeias de valor. O orçamento de financiamento até à Campanha Agrária 2025/2026 é de cerca de 55 946 574 809 Mt, distribuídos por diferentes actores. O SUSTENTA tem como objectivo principal garantir a superação da Pobreza Alimentar de 1.000.000 de agregados familiares (5milhões de moçambicanos), através do aumento da receita agrícola familiar. (Redação)