Nelson Santos está de volta e já treina os seus “meninos”

0
126

Nampula (IKWELI) – O técnico português ao serviço do Clube Ferroviário de Nampula, Nelson Santos, já voltou a orientar os treinos da equipa principal em futebol, depois de ter abandonado o país por algumas semanas, por alegadamente encontrar-se a trabalhar em Moçambique sem o visto laboral.

Nelson Santos chegou na noite desta quarta-feira (31 de Agosto) ao aeroporto internacional de Nampula. Entretanto, o Ikweli tentou colher a informação junto da direcção do Clube Ferroviário de Nampula, sobre a regularização ou não da situação que o levou a abandonar o país, mas esta pautou por não se pronunciar em torno do caso garantindo emitir, nos próximos dias, um comunicado de imprensa a volta do caso. “O mister chegou e se as pessoas forem ao estádio sem dúvidas que irão encontrar a orientar. Agora sobre a sua ilegalidade ou não, tal como no início não podemos avançar nada neste momento, mas oportunamente vamos emitir um comunicado sobre isso”, referiu Sérgio Buduia, Presidente do Clube Ferroviário de Nampula.

Igualmente, o Ikweli contactou Sheila Capela, porta-voz da Direcção Provincial da Migração de Nampula, figura oficializou a ilegalidade laboral do técnico, tendo se mostrado surpresa quando lhe anunciamos o regresso do mister Nelson Santos em solo pátrio. “A quem ouviram que ele chegou? Deixa-me me informar sobre isso depois retornarei a ligação”, disse Capela na primeira chamada. Horas depois voltamos a ligá-la e desta vez disse que “em relação a esse primeiro ponto, ele não estava ilegalmente aqui no país, agora essa outra parte, se tem visto laboral ou não, volto a ligar-te brevemente”, disse, uma promessa que não cumpriu até ao fecho desta matéria.

Mas o que tudo indica, é que mesmo o mister Nelson Santos desta vez exerce seus trabalhos dentro das leis aplicáveis aos cidadãos estrangeiros que trabalham em Moçambique. Aliás, prova disso, é o facto de nesta quinta-feira (1 de Setembro) o técnico ter orientado a sessão de treinos da equipa principal, no Estádio 25 de Junho na cidade de Nampula, tendo em vista as próximas jornadas do Moçambola.

Em termos das consequências directas com a saída provisória do treinador nos axinenes de Nampula, é que a equipa perdeu os três jogos que disputou na sua ausência, destacadamente (Ferroviário de Lichinga 1-0 Ferroviário de Nampula, a contar para as eliminatórias da taça de Moçambique), Ferroviário de Maputo 1-0 Ferroviário de Nampula, para a 8ª jornada do Moçambola, e Ferroviário de Nampula 0-2 Associação Black Bulls, inserido na 9ª jornada do Moçambola. (Constantino Henriques)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui