Sector da Pecuária regista maior crescimento dos últimos 10 anos em Moçambique

0
68

Tete (IKWELI) – O subsector da Pecuária em Moçambique registou durante a campanha 2020/2021 um crescimento na ordem dos 9%, contra a média de 4,4% registada nos últimos 10 anos.

Estes dados foram apresentados na semana passada, em Tete, pelo ministro moçambicano da Agricultura e Desenvolvimento Rural (MADER), Celso Correia, durante a inauguração do matador Canel Food, uma unidade moderna de abate e processamento de carnes.

Na mesma ocasião, a fonte assegurou que houve o registo de histórico na produção de carnes, ao se alcançar “159 992 toneladas, com crescimento de 13%”, destacadamente “17 781 toneladas de carne bovina (crescimento na ordem dos 18%), 135 708 toneladas de carne de frango (crescimento em 13% e garantia de fornecimento de 98% do consumo nacional”.

Igualmente, neste período houve “maior produção de ovos, com 24 729 832 dúzias de ovos, o que representou um crescimento de 18%”, bem como uma “maior produção de vacinas no país, com 45 682 900doses de vacina produzidas, o que representa crescimento de 101%”.

Nota importante para a campanha em referência é a “redução de ocorrência de doenças com impactonegativo no sector, com destaque para Febre Aftosa, que depois de 4 anos de ocorrência de focos, em 2021não se registou nenhum foco”, e também, houve o aumento da cobertura vacinal “acima de 80%recomendados para se atingir imunidade da manada”.

Também, segundo disse o governante, melhorou o “combate ao contrabando de frangos e ovos”, bem como “o sistema de registo e marcação animal, licenciamento e fiscalização da actividade pecuária.

“O efectivo Pecuário está avaliado em 70.904.653.687,50MT. O gado bovino representa 64,4% do valordo efectivo pecuário e 14,4% do valor do sector Agrícola nacional”, disse Celso Correia. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui