Home ACTUALIDADE Suposto caso de varíola dos macacos provoca pânico na mais populosa província...

Suposto caso de varíola dos macacos provoca pânico na mais populosa província de Moçambique

0
83

Nampula (IKWELI) – A cidade de Nampula, capital da província mais populosa do país, viveu momentos de pânico durante o dia de hoje, 27 de Julho, por conta de uma informação posta a circular e que dava conta do registo de um caso da varíola dos macacos, alegadamente diagnosticado no Hospital Militar de Nampula (HMN).

Segundo apurou o Ikweli, um paciente padecendo de varicela deu entrada no HMN e durante os diagnósticos o mesmo colocou-se em fuga, dando a entender que se tratasse da varíola dos macacos. Notando a sua fuga, a direcção daquela unidade sanitária, com ajudas de forças diversas, procuram pelo paciente até neutralizá-lo.

Porem, esta situação provocou pânico na autarquia, propagando-se a informação de que o mesmo padecia da doença declarada como uma emergência de saúde pública de importância internacional pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Diante disto, o governo, através do Conselho dos Serviços de Representação do Estado em Nampula, teve de se pronunciar. No mesmo dia, em duas ocasiões, Mety Gondola, Secretário de Estado na província de Nampula, falou a imprensa para tranquilizar a população que não se trata, ainda, da varíola dos macacos.

“Por enquanto, a informação que temos é que os dados preliminares dão-nos indicações que não temos ocorrência de varíola ao nível da nossa província. O caso que se aventou, a informação preliminar dá-nos indicações que pode ser, sim, provavelmente de varicela, mas que nós vamos aprofundar ao detalhe a informação e conclusões sempre iremos partilhar com a nossa população”, disse Mety Gondola, por isso e “para tal apelamos a todos para que estejamos calmos, serenos e evitemos agitação. Confiemos nas nossas instituições, confiemos no brilho profissional dos nossos agentes de saúde”, e garantiu que “nunca e jamais iremos omitir informação relevante que deve ser partilhada com nossa população para juntos podermos ultrapassar qualquer que seja a situação que a nossa província estiver a enfrentar”.

Refira-se que, no passado dia 23 de Julho corrente a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a varíola dos macacos como uma emergência de saúde pública de importância internacional. Desde o passado mês de Maio, 75 países do mundo já notificaram casos da doença, totalizando mais de 16 mil pessoas infectadas e já fez pelo menos cinco óbitos, à escala mundial.

Ao nível da África, refira-se, os países com casos notificados de varíola dos macacos destacam-se o Benim, República Democrática de Congo, Nigéria, Camarões, República Centro Africana, República do Congo, Gabão, Gana, Libéria, Serra Leoa, Sudão do Sul.

Em conformidade com a OMS, alguns sintomas da varíola dos macacos são as febres e calafrios, gânglios linfáticos inchados, dor de cabeça, dores musculares, feridas na pele. Uma das formas de prevenção é o uso da máscara, distanciamento social bem como a higienização das mãos sempre que tocar em objectos. (Constantino Henriques e Redação)