Produção de sementes certificadas dispara em Moçambique

0
79

Maputo (IKWELI) – A produção de semente certificada na presente campanha foi de 12 061 toneladas, o quemostra um crescimento de 18,3% face à campanha 2020/2021, onde se registou uma produção de 10196toneladas.

As províncias de Manica, Zambézia e Nampula são as maiores produtoras de semente de Moçambique.

Dados do Subsector de Insumos Agrícolas na Campanha Agraria apresentados na sessão do Conselho de Ministros desta terça-feira (26), indicam que “o crescimento da produção foi impulsionado pela demanda de sementes das culturas eleitas do Programa SUSTENTA (milho, soja, gergelim, feijões, arroz e amendoim). Poroutro lado, o sector agrícola usou 11 969 toneladas de sementes, registando um crescimento médio de 58%nos últimos 3 anos”, o que quer dizer que “mais uma vez o Programa Sustenta foi o responsável pelo aumento do uso de sementes, através do fomento de cerca de 50% da semente certificada, usada napresente campanha, num volume de 5 930 toneladas. A necessidade de uso de sementes no País é de 90.000 toneladas; o uso de semente certificada corresponde a 13,3% do total das necessidades de Moçambique”.

Por sua vez, o uso de fertilizantes em Moçambique registou um crescimento médio de 5 vezes mais,relativamente aos últimos 3 anos, passando de 6,38 kg/ha em 2019 para 29,9 kg/ha em 2021. O uso nacional de fertilizantes cresceu em 12% face a campanha anterior, tendo o Programa SUSTENTA representado 11%da demanda nacional.

Por último, o uso de pesticidas em Moçambique tem crescido a uma média anual de cerca de 31%. Noperíodo em análise, o volume de pesticidas usado decresceu em 33% face a campanha anterior, cenário que não afectou significativamente a produção agrícola, por não se ter registado ocorrência de pragas de grande impacto económico. O preço médio de pesticidas aumentou em 37%, quando comparado com a campanhaanterior. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui