Nampula: custo de vida no primeiro trimestre de 2022 foi mais alta que em 2021

0
68

Nampula (IKWELI) – O primeiro trimestre do corrente ano foi mais caro para a população da província de Nampula, quando comparado com o mesmo período de 2021, sobretudo nos sectores de transportes, alimentação e bebidas não alcoólicas.

Estes dados foram tornados públicos pelo Secretário de Estado na província de Nampula, Mety Gondola, durante uma reunião mantida com o Primeiro Ministro (PM), Adriano Maleiane, que visita aquele ponto do país desde a manha desta quarta-feira (4).

“Daquilo que se apresenta como situação geral da província, a inflação média do presente exercício económico, e focalizado para o primeiro trimestre, situa-se em 6.76%, contra 4.29% do período homologo de 2021”, apontou Gondola, prosseguindo que “a pressão maior advém das divisões de transporte, alimentação e bebidas não alcoólicas”.

Por outro lado, o governante assegura que “as receitas do Estado no primeiro trimestre de ano cresceram em 12.3% em relação ao ano transacto, tendo como um índice de arrecadação de receitas em cerca de 22.2% da meta anual, e perfazendo 102% da meta que prevíamos para o primeiro trimestre”.

Na mesma abordagem, Mety Gondola não se esqueceu dos principais pontos do momento e destacou que “em relação a covid-19 ela tende a reduzir, e neste momento estamos mais focalizados no processo da vacinação para assegurar o aumento da cobertura. Já avançamos para cerca de 2.6 milhões de pessoas vacinadas”.

Igualmente, o Secretário de Estado na província de Nampula falou da situação dos deslocados internos, ao que elaborou que “em relação aos ataques terroristas em Cabo Delgado, nós como província continuamos a trabalhar com 64.780 deslocados que a sua maioria encontram-se estabelecidos no centro de reassentamento de Corrane, destacando, neste caso, que cerca de 55% tem sido crianças, 25% são mulheres adultas. Isso faz com que tenhamos, como província, reflectir do ponto de vista do recrudescimento de trabalho infantil, prostituição infantil, uniões forçadas, violência baseada no sexo, entre outros aspectos”.

E por fim, como não poderia deixar de ser, o foco foi em torno dos últimos dois eventos climáticos extremos que abateram o maior círculo eleitoral do país. “Dois eventos climáticos afectaram negativamente a província, que é o caso da tempestade tropical ANA e o ciclone GOMBE. Ambos eventos, quando somados, infelizmente, tivemos cerca de 63 óbitos, afectando cerca de 684.344 pessoas. O maior número esteve associado ao ciclone tropical GOMBE”.

Ao que tudo indica, mesmo com as dificuldades apresentadas, o PM, Adriano Maleiane, entende que há trabalho em curso, mas peca-se por não se comunicar como deve ser

“Tudo o que acontece são situações imprevisíveis que nós temos que encontrar soluções para ultrapassar”, aponta Maleiane, reconhecendo que “a província começou este ano muito mal por causa do GOMBE e os vossos vizinhos, também. Então, está a exigir de cada um de nós um esforço adicional, que é para repor e depois seguirmos o caminho”.

Pouco crítico e sem soluções, o PM comenta que “não há desenvolvimento sem rumo claro”.

Já mais a vontade, Maleiane sublinha que “outro aspecto importante é a comunicação. Nós produzimos muitas vezes, trabalhamos muito, mas há deficit de comunicação, porque nós pensamos que quem trabalha não precisa andar a fazer comício a dizer estou a trabalhar, mas o mundo hoje funciona com a comunicação. É preciso ter boa estatística, é preciso ter esta comunicação”.

Igualmente, a conjuntura económica internacional foi um consolo encontrado pelo PM para encorajar quem dirige a província mais populosa do país. “Estamos com a crise dos principais produtos que impactam toda a nossa actividade económica. O conflito Rússia/Ucrânia afecta os preços, e nós como país somos tomadores, nós não produzimos, a excepção do gás, ou produzimos em quantidade mínima. Nossos somos tomadores de preços. É preciso que toda a sociedade saiba disso, para depois termos uma estratégia comparticipada”, concluiu o Primeiro Ministro. (Aunício da Silva)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui