Macomia: deslocado indiciado de roubar telefone celular espancado até a morte

0
144

Macomia (IKWELI) – Um jovem de aparentemente 27 anos, deslocado, do posto administrativo de Mucojo, foi espancado na passada sexta-feira (18), até a morte, depois de pesarem sobre si, acusações de roubo de um telefone celular numa barraca.

Segundo testemunhas, o jovem que em vida respondia pelo nome de Mussa, era deslocado da aldeia Simbolongo, posto administrativo de Mucojo, alegadamente roubou telefone, numa barraca na zona residencial de Napacala, no bairro Changane, onde foi fazer compras.

“Começaram a espancar quando ele negou que levou o telefone, foi dali que apareceu um tal, bateu com um pau aqui na nuca e logo não ficou bem, tendo começado a gritar, levaram para dentro, mas até 22 horas perdeu a vida”, contou uma das pessoas que participou no enterro da vítima.

Disseram as fontes, entrevistadas pelos nossos correspondentes, que o proprietário do telefone e responsável da acusação, que levou ao espancamento mortal da vítima, estava sob custódia das autoridades policiais, no Comando Distrital da PRM de Macomia, mesmo assim, ele e a família assumiram as despesas da cerimónia fúnebres.

Mais uma outra fonte disse ter se apercebido que, mais tarde, o celular teria sido descoberto, mas não explicou em que circunstâncias foi localizado, aliás, o acusador teria se lembrado que tinha esquecido o telefone na sua residência.

É a primeira vez que um deslocado é acusado de roubar telefone e espancado de forma brutal por supostos nativos de Macomia, porém nas ocasiões anteriores, as famílias deslocadas, foram acusadas de serem simplesmente elas a beneficiar a ajuda alimentar, excluindo as famílias acolhedoras. Também foram acusadas de terem fechado a chuva através de métodos tradicionais, quando no ano passado, na região não chovia com regularidade. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui