Salinidade adia fim da crise de abastecimento de água na cidade de Nampula

0
101

Nampula (IKWELI) – A esperança que se tinha em colocar fim a crise de abastecimento de água potável na cidade de Nampula, no norte de Moçambique, ainda está longe de se tornar uma realidade.

Dos dez furos abertos na zona de Namiteca, no bairro de Muahivire, para ligar a rede da empresa Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG), dois apresentam níveis de salinidade preocupante.

Depois de uma “zanga” do governador provincial, Manuel Rodrigues, o Director-Geral do FIPAG, Victor Tuacale, acompanhado do director de operações (Ilídio Khossa), teve de se deslocar a Nampula para uma monitoria da situação.

Do que lhe foi reportado pela sua equipa na região e na área operacional, é que “tem uns dois furos cuja salinidade é um pouco mais alta, quase indo para os limites, mas está dentro dos padrões. Nós pensamos que esses dois furos vão, nesse momento, ser isolados e vamos pensar importar uma estação de dessalinização para poder tratar, especificamente, aqueles dois furos, em caso que consigamos essa tecnologia”.

Tuacale reconhece que “é um sistema que estamos a gerir, cuja fonte de captação é muito escassa, daí a nossa preocupação de estarmos sempre a monitorar e temos que vir aqui sistematicamente”, mas há esperança de minimizar a situação, tanto que “nós estamos a pensar em captar a partir de Namiteca seis mil metros cúbicos por dia. Portanto, esses dois furos vão reduzir o caudal, mas vamos ter oito furos que nós pensamos que serão suficientes. Estamos a pensar em abrir mais novos furos para poder compensar os que nós pensamos em isolar”.

“Neste momento, estamos a produzir na barragem 35 mil metros cúbicos por dia, estamos a produzir em Namiteca 4 mil metros cúbicos por dia. Não satisfaz toda a demanda, mas estamos numa situação normal”, referiu a fonte.

Voltando aos furos de Namiteca, o nosso interlocutor apontou que “estamos num período de garantia, em que o empreiteiro está a corrigir defeitos, e ao mesmo tempo viemos nos inteirar para ver como é que estes trabalhos estão a ser feito, também vermos qual é a qualidade de água que estamos a dar no bairro de Namiteca”. (Aunício da Silva)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui