Governo da Ilha de Moçambique “entrega-se” no combate a malária

0
124

Ilha de Moçambique (IKWELI) – Através dos Serviços Distritais de Saúde, Mulher e Acção Social (SDSMAS), o governo do distrito da Ilha de Moçambique, no norte do país, tem vindo a promover acções de sensibilização sobre a prevenção da malária.

Para além das comunidades, segundo apurou o Ikweli, as campanhas, também, têm sido realizadas nas escolas do distrito, tal como aconteceu no dia 10 do corrente mês na Escola Primária de Ampapa, tendo como grupo alvo os alunos.

De acordo com o administrador da Ilha de Moçambique, Momade Ali, “a malária continua a ser o principal factor de internamento hospitalar, e estamos a fazer um movimento para reduzir a sua incidência junto das comunidades. Águas estagnadas, capim e lixo não tratado estão entre as causas, porquanto propiciam a prevalência do mosquito causador da malária”.

Ali refere que a campanha em curso “resulta da preocupação manifestada pelo Governo do Distrito, face a subida de casos da malária, sobretudo neste período chuvoso, sendo o Bairro de Ampapa um dos que mais casos apresentou nas últimas semanas”.

Refira-se que, só na semana de 31 de Janeiro a 6 de Fevereiro, o distrito da Ilha de Moçambique registou uma evolução de 68% de casos positivos.

Neste momento, o governo local está a mapear os locais com maior foco de contaminação, buscando unir sinergias com os diferentes atores chave do distrito, no sentido de eliminar os principais factores de propagação da malária.

Durante a palestra na Escola Primária de Ampapa foram, igualmente, transmitadas mensagens sobre as medidas de prevenção da COVID-19. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui