Sete casas pegaram fogo e duas pessoas morreram por consumo excessivo de álcool durante o Natal em Nampula

0
194

Nampula (IKWELI) – O Serviço Nacional de Salvação Pública (SENSAP), em Nampula, registou durante as festividades do Natal e do dia da Família a ocorrência de, pelo menos, dois incêndios nos distritos de Nacala-a-Velha e Moma.

De acordo com Evangelina Chaveia, porta-voz do SENSAP em Nampula, os incêndios foram registados entre os dias 24 e 25 do corrente mês de Dezembro. “O primeiro incêndio foi registado as 11horas do dia 24 de Dezembro, na localidade de Namalala, no distrito de Nacala-a-velha, envolvendo 7 residências de construção precária”, e “não houve vidas perdidas”, disse a fonte durante um briefing conjunto das instituições do Ministério do Interior, em Nampula.

O segundo incêndio envolveu um camião cisterna que fazia o trajecto Nacala – Topuito, no distrito de Larde, e chegado a Mecane, uma localidade do distrito de Moma, a viatura ficou em chamas.

O camião transportava 31 mil litros de gasóleo, e o pior não aconteceu, de acordo com Evangelina Chaveia, porque houve uma pronta reposta por parte do SENSAP do distrito de Moma e dos moradores locais na debelação das chamas que iniciaram nos pneus traseiros.

“Se este incêndio não fosse controlado a tempo, teríamos perdas muito avultadas”, reconhece Chaveia.

Os poucos registos da Polícia

Contrariamente aos dados tornados públicos pelo Hospital Central de Nampula (HCN), em relação a ocorrência de acidentes de viação na mais populosa província do país, o comando provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) diz não ter registado nenhum caso de acidente de viação.

No entender de Dércio Samuel, chefe do departamento de Relações Públicas da PRM em Nampula, “as festividades do Natal e do dia da família ocorreram sem sobressaltos, não tendo registado crimes e acidentes de viação, que merecem destaque na presente informação”, mas o HCN fala de 24 casos de agressões físicas.

Por regra, as vítimas de acidentes, incluindo as de agressões físicas e outro tipo de violência, antes de serem atendidos pelo pessoal de saúde passam por um posto policial a fim de lhes ser dada uma guia para o efeito.

O único destaque da Polícia, na circunstância, compreende a localização de dois corpos sem vida nos distritos de Mogovolas e Monapo. As vítimas eram do sexo feminino e os exames realizados concluíram que o consumo excessivo de álcool teria sido a causa dos óbitos.

Cinco turistas retidos pela Migração

Por seu turno, o porta-voz da direcção provincial de Migração de Nampula, Frederico Júnior, disse que, no período em análise, cinco cidadãos de nacionalidade estrangeira foram retidos por cometimento de infracções migratórias.

Trata-se de um holandês, um brasileiro, um indiano, um chinês, um costa-marfinense e um malawiano. (Hermínio Raja)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui