Nampula: Gabinete do director da Migração foi queimado por funcionários da instituição

0
206

Nampula (IKWELI) – Pelo menos três funcionários da direcção provincial de Migração de Nampula encontram-se detidos, por ordens do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), por haver indícios bastante do seu envolvimento no incêndio que deflagrou o gabinete do director da instituição e da respectiva secretária.

O incêndio ocorreu na madrugada do dia 5 do corrente mês de Dezembro, e até a última conferencia de imprensa dada pela direcção da Migração (no dia 15) a instituição não fala das razões do fenómeno, muito menos o que a instituição teria perdido com o acto. Não menos importante, é o facto de no corrente ano funcionários da instituição terem sido detidos, julgados e condenados por envolvimento em actos de corrupção.

Ao todo são quatro funcionários envolvidos, dos quais uma mulher, mas nos calabouços encontram-se três por um ter se colocado em fuga quando se apercebeu da recolha do grupo.

O Ikweli abordou Enina Tsinine, porta-voz do SERNIC em Nampula, a qual não avança detalhes da detenção, e muito menos confirma, relegando comentários a direcção provincial de Migração, por ainda não ser oportuno a instituição de que é porta-voz falar do assunto.

O Ikweli, também, contactou a porta-voz da Migração em Nampula, Enércia Nota, que, por sua vez atira explicação detalhada ao SERNIC, alegadamente, porque a instituição que representa não está em volta da investigação. (Aunício da Silva e Esmeraldo Boquisse)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui