Má travessia de peões concorre para a ocorrência de acidentes de viação na cidade de Nampula

0
201

Nampula (IKWELI) – A má travessia de peões tem sido apontada como uma das causas dos acidentes de viação em Moçambique, e na cidade de Nampula, maior centro urbano do norte do país, a situação é notória em vários pontos.

No conhecido mercado da Memória, atravessado pela estrada nacional número um (EN1) e recorrentemente frequentado por moradores de Namicopo e Namutequeliua, a má travessia de peões tem resultado em acidentes de viação, em alguns casos fatais.

Os próprios prevaricadores [peões] mostram-se preocupados com a situação, e apontam o dedo aos automobilistas que, alegadamente, não dão espaço para a travessia destes.

Nossas fontes entrevistadas a propósito, apontam que, pelo menos, dois acidentes são registados naquele ponto por mês.

Para Saíde Alfredo, utente deste local, a falta de sinalização no local, também, contribui para a ocorrência de acidentes de viação, tanto quanto “a falta de colaboração dos condutores e os peões nesta estrada, torna-se cada vez mais preocupante sem contar com as consequências que podem trazer como ferimentos graves e mortes”.

Por outro lado, este nosso interlocutor justifica que, devido a carestia da vida, muitas famílias conseguem dinheiro tardiamente para adquirir alimentos, o que contribui para que haja uma movimentação desusada de peões que a todo o custo querem atravessar a estrada sem observância das regras de trânsito.

O senhor Romão Francisco diz que ser recorrente escapar atropelamentos, sobretudo que “quando estou carregado com sacos dos produtos que vendo ali no mercado”.

Francisco diz que “nós estamos cansados de ver as pessoas com ferimentos”, por isso “pedimos as autoridades para a colocação de sinais”.

Por exemplo, do lado de Namicopo, na referida zona não existe uma escola do ensino primário, o que faz com que alunos recorram a Escola Primária e Completa de Mutomote, a mais populosa do país, e nessa circunstância crianças correm o risco de vida, porque nem elas são respeitadas pelos condutores. (Nelsa Momade)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui