Murrupula: Arrancou processo de desmilitarização de perto de 590 homens da RENAMO

0
72

Nampula (IKWELI) – Arrancou na manha desta terça-feira (23), o processo de Desmilitarização, Desmobilização e Reintegração (DDR) dos homens residuais no norte de Moçambique, e o primeiro grupo está sendo beneficiado no posto administrativo de Cazuzu, no distrito de Murrupula.

Em Nampula, naquele referido centro, espera-se que, pelo menos, 587 (quinhentos e oitenta e sete) antigos guerrilheiros da perdiz sejam reintegrados na sociedade, no âmbito dos esforços da manutenção da paz em Moçambique.

O evento movimentou altas figuras do Estado e da Renamo, destacadamente o Secretário-Geral e representante da RENAMO na Comissão dos Assuntos Militares (André Magibire), o General Paulo Chachine, representante do governo na Comissão dos Assuntos Militares, e Mety Gondola, Secretário de Estado na província de Nampula.

Na ocasião, Magibire tratou de felicitar os seus companheiros pela nova fase das suas vidas, por isso pediu ao governo para que respeite estes cidadãos que passam a ter um novo estatuto na República de Moçambique.

Igualmente, este político mantem a esperança de que os subsídios atribuídos neste âmbito passem a ser regulares para que os antigos guerrilheiros tenham as suas vidas em progresso.

O General Paulo Chachine voltou a referir-se do papel que as lideranças do governo, Filipe Nyusi, e da RENAMO, Ossufo Momade, tem tido para a manutenção da paz em todo o país, por isso o acto que foi testemunhado em Murrupula deve servir de inspiração e uma nova fase na vida dos moçambicanos. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here