Detido agente do SERNIC por simulação de competências e tráfico de influências em Nampula

0
181
Edifico do gabinete de combate a corrupcao de Nampula

Nampula (IKWELI) – Um agente do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), afecto a direcção provincial de Nampula, foi detido por ordens do Gabinete Provincial de Combate a Corrupção (GPCC) indiciado da prática de actos criminais.

Segundo um comunicado do GPCC enviado a nossa redação, o agente é indiciado da prática dos tipos legais de crime de simulação de competências, abuso de cargo ou função e tráfico de influencias, porque “no dia 14 de Outubro de 2021, cerca das 14:00 horas, na cidade de Nampula, foi detido por recaírem sobre o mesmo, fortes indícios de ter solicitado e recebido dinheiro de uma cidadã, no valor de 22.500,00mt (vinte e dois mil e quinhentos meticais), para facilitar o encontro desta com o seu esposo detido na primeira esquadra da PRM, na cidade de Nampula, e, posterior soltura do detido pelo magistrado do Ministério Público, cuja identidade não foi revelada”, lê-se no comunicado em referencia.

O Ikweli apurou que o detido, cuja esposa pagou o valor em causa, é, também, agente do SERNIC que foi recolhido para as celas indiciado da prática de crimes informáticos.

A mesma nota de imprensa reporta que dois funcionários do Conselho Autárquico da Ilha de Moçambique, também, estão detidos, desde o dia 18 do corrente mês de Outubro, “por recaírem sobre eles fortes indícios de terem desviado 3.461.023,00Mt (três milhões e quatrocentos e sessenta e um mil e vinte e três meticais) do cofre do município, entre Maio e Agosto de 2021, para satisfação dos próprios interesses, em prejuízo da edilidade”.

A estes dois funcionários, o GPCC indicia-os da prática do crime de abuso de cargo ou função, peculato e falsificação de documentos. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here