Terrorismo e covid-19 repelem turistas em Nampula

0
249
turismo em Nampula

Nampula (IKWELI) – O governador de Nampula, Manuel Rodrigues, disse, na manha desta segunda-feira (27), que a província que dirige ressente-se da falta de turistas desde o passado ano, 2020, em consequência da eclosão da pandemia da covid-19, associado ao problema de terrorismo que afecta a vizinha Cabo Delgado.

A margem das celebrações do dia internacional do turismo, o governante deixou claro que o fluxo de turistas, sobretudo estrangeiros, reduziu drasticamente, o que propiciou na crise das instâncias turísticas convencionais e comunitárias, afectando, também, os trabalhadores do sector.

“Infelizmente, nós temos dado a conhecer, nos últimos tempos, um decréscimo do número de turistas que se fazem às nossas praias”., disse Rodrigues, convicto que “com esta abertura, através do decreto 63/2021, de 25 de Setembro, acredito que já vai se relançar e conhecer-se-á visitas de turistas na nossa província. Mesmo o número de voos havia reduzido, bem como a ocupação de camas nos hotéis. Tivemos um golpe duro na área turística por conta da Covid-19”.

Falando à imprensa, no distrito de Nacala, o primeiro governador eleito disse ser importante e necessário a criação de condições de segurança como forma de garantir a permanência de turistas na província.

De acordo com as suas palavras, “é preciso ainda a vigilância de todos os actores da sociedade”, ao considerar a situação de terrorismo em Cabo Delgado que, por conta disso, várias pessoas estão deslocadas à esta província.

Rodrigues aproveitou a ocasião para apelar a comunidade a ser vigilante, como forma de evitar que haja oportunistas que venham criar instabilidade na província. E mais, “a nossa província e o país têm potencialidades bastantes, então queremos paz. É esta paz condição indispensável para o desenvolvimento turístico, social e, também, económico. Por isso vamos ser vigilantes e dizer não ao terrorismo porque Nampula tem muito para dar”.

Quando questionado se a província explora, a 100%, o potencial turístico que detém, Manuel Rodrigues respondeu claramente que a região que dirige tem, na verdade, maior potencial em termos de recursos turísticos, a ter em conta a sua extensão que é coberta por praias, montanhas, entre outras. Ademais, aponta a existência de locais que não possuem infra-estruturas, daí que convidou aos investidores a fazerem a sua parte como forma de impulsionar o desenvolvimento, através de construção de estabelecimentos turísticos.

O chefe do Conselho Executivo Provincial de Nampula disse que a região que dirige conta com 694 (seiscentos e noventa e quatro) estabelecimentos hoteleiros, num universo de cerca de 7.119 (sete mil e cento e dezanove) trabalhadores, razão pela qual, encoraja aos investidores a criarem oportunidades de emprego nesta província.

Sob o lema “Turismo como o factor impulsionador do crescimento inclusivo” o Dia Mundial do Turismo foi caracterizado pela reposição de mangal no distrito costeiro de Nacala, como forma de criação de espaços condignos para acolher os banhistas, entre outros que fazem àquele distrito. A data é celebrada desde o 21 de Setembro de 1940, pela Organização Mundial do Turismo e estabelecida pela terceira conferência da Assembleia Geral da Organização Mundial dos Trabalhadores. (Esmeraldo Boquisse)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui