Antigos combatentes estão a gazetar vacinação contra a covid-19 em Nampula

0
366

Nampula (IKWELI) – O Conselho dos Serviços Provinciais de Representação do Estado (CSPRE), na província de Nampula, queixa-se da fraca aderência dos antigos combatentes da luta de libertação nacional a campanha de vacinação conta a covid-19 naquele ponto do país.

A VI sessão deste órgão, realizada na última sexta-feira (13), discutiu com preocupação esta situação, numa altura em que este grupo faz parte dos vulneráveis a pandemia.

No cômputo geral, segundo dados partilhados na referida sessão, a campanha de vacinação está sendo aderida de forma massiva na mais populosa província do país, destacadamente por funcionários públicos.

“O segundo tema que foi desenvolvido tem a ver com a apresentação do informe sobre a Covid-19, sendo que, a província de Nampula conta, até a semana passada, com um cumulativo de 42.942 (quarenta e dois mil, novecentos e quarenta e dois) casos positivos, tendo ainda no momento, 402 (quatrocentos e dois) doentes internados e 28 (vinte e oito) óbitos. E olhando para a conjuntura global, há um nível de recuperação que é de 89,7% e precisamos de melhorar este nível”, informou Jaime Roberto Chissico, porta-voz da VI sessão do CSPRE em Nampula.

Todavia, quanto a vacinação “nós notamos uma grande procura na nossa província, dado que, até a semana passada já haviam sido vacinadas 107.117 (cento e sete mil, cento e dezassete) pessoas. Mas precisamos de reforçar aquilo que é a campanha no âmbito dos antigos combatentes, porque tem se verificado baixo nível de aderência destes nossos concidadãos”, revelou Jaime Roberto Chissico, que também é director do Serviço Provincial das Actividades Económicas em Nampula.

Na mesma abordagem, este director gaba-se pelo facto de Nampula estar na liderança dos números em termos de aderência a vacinação. A título de exemplo, segundo ele, é o distrito de Nacala, onde os cidadãos, sobretudo, os jovens operadores de moto-táxi estão a aderir com afluência a vacina, a fim de serem imunizados contra esta pandemia mundial.

Igualmente, “nós estamos satisfeitos com o nível de procura, dado que estamos a pedir reforço”, avançou, prosseguindo que “estamos atentos a questões que possam vir a ocorrer para perturbar o processo. Neste momento, há uma equipa constituída pelo Serviço Provincial da Saúde, como forma de colmatar qualquer situação”. (Esmeraldo Boquisse)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui