Mais de 15.000 novos postos de empregos foram criados em Nampula durante o primeiro semestre

0
765

Nampula (IKWELI) – O governo da província de Nampula, no extremo norte de Moçambique, disse ter criado mais de quinze mil (15.000) novos postos de emprego para jovens de ambos sexos ao longo do primeiro semestre do ano em curso, em diferentes áreas de actividades.

O Desemprego continua sendo um dos desafios de Moçambique, em particular na província de Nampula. Os mais de 15 mil novos postos de emprego, segundo apuramos, representam um nível de cumprimento na ordem de 48 porcento em relação a meta prevista para o presente ano económico, que passa por tirar do desemprego mais de 31.500 jovens nesta que é considerada província mais populosa de Moçambique.

Os dados foram partilhados recentemente por Evaristo Veleta, director provincial da Juventude, Emprego e Desporto de Nampula. Segundo a fonte, o sector privado é que absorveu grosso número, sendo que o sector público conseguiu contratar 4.338 novos trabalhadores, com incidência para o ramo da agricultura.

“A nível da província, nós estamos com uma média de cerca de 15.062 empregos criados, e estamos também focados com a formação profissional, esse é um grande desafio e ao nível dos programas desenhados na Secretaria de Estado da Juventude temos vindo a ver os jovens da nossa província a se beneficiar dos kits de autoemprego. Para dizer que aquilo que incide sobre as preocupações dos jovens para a nossa província, penso que é um desafio e gradualmente vamos fazer face a isso”, frisou Evaristo Veleta.

“Portanto, temos hoje várias linhas de acção por parte do governo e a visão do jovem de ontem é diferente da visão de jovem de hoje. O jovem hoje clama pela falta de emprego, o jovem clama por acesso a habitação, acesso ao crédito e tudo isso está naquilo que é a política desenhada pelo próprio governo e, de forma gradual, o jovem vai fazendo parte dessas oportunidades que o governo tem estado a dar”, continuou o governante.

Evaristo Veleta disse acreditar que com o novo normal que o país vai conhecendo, muitos jovens da província de Nampula sejam empregados. “Portanto, em 2021 temos notado algumas empresas tanto do sector privado a recuperarem aquilo que é a base da sua economia e isto indica, naturalmente, a facilidade dos jovens retomarem para as suas posições que, nalgum momento, teriam perdido por força da pandemia da covid-19”, precisou a fonte.

Na ocasião, Evaristo Veleta reiterou o seu apelo aos jovens a apostarem nos cursos profissionalizantes com vista a reduzir a dependência ao Estado, através do auto – emprego. “Um dos grandes desafios que nós temos é a formação profissional, os jovens devem estar dotados de conhecimento para não estarem só a espera das oportunidades criadas pelo governo, mas que possuam ideias que vão galvanizar a geração de emprego para mitigar aquilo que são as necessidades pessoais ao nível do sector familiar e ao nível da sua comunidade”, disse a fonte.

Numa outra versão Veleta replicou o apelo a camada jovem de não aderirem as condutas que minam o desenvolvimento do país. Aliás, “a mensagem de encorajamento vai para aqueles jovens que estão a defender a pátria, na sequência da invasão dos terroristas em Cabo Delgado. Outrossim, os jovens são chamados a tudo fazer também na sensibilização da comunidade no âmbito da prevenção e mitigação dos efeitos da covid-19. Portanto, a mensagem de forma específica para os jovens da província de Nampula é que continuemos a desencorajar outros jovens para não se filiarem aqueles grupos que vão tirando vidas em Cabo Delgados também todos de mãos dadas vamos ao combate da pandemia da covid-19”. (Constantino Henriques)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui