Operadores de “chapa-100” e moto-táxi sem informação sobre vacinação contra a covid-19 em Nampula

0
210

Nampula (IKWELI) – Dois dos principais grupos alvos da campanha de vacinação massiva contra a covid-19 na cidade de Nampula, no norte do país, não dispõem de informação precisa sobre o processo.

O Ikweli entrevistou alguns deles, onde uma parte diz que não tem informação de ser grupo prioritário nesta fase, e outra, sabendo, não conhece os postos de vacinação.

A campanha foi lançada, a escala nacional, há oito dias e cidadãos acima de 50 anos de idade, professores não abrangidos nas fases anteriores, funcionários públicos, vendedores dos mercados, automobilistas dos transportes de passageiros e os respectivos ajudantes, bem como os operadores de táxi moto, constituem o grupo-alvo a abrangido.

“Eu sei que nós, taxistas de moto, chapeiros e os seus respectivos cobradores, bem como as pessoas que tenham 50 anos de idade ou mais estão enquadrados na campanha de vacinação massiva contra a pandemia da Covid-19 que decorre desde a semana passada. Contudo, mesmo sabendo de tudo isso, eu ainda não tomei a vacina porque, normalmente, não sei onde estão as brigadas da saúde”, disse Zezito Fernando, operador de táxi de moto que opera numa das avenidas da cidade de Nampula.

E de acordo com este entrevistado, não existe uma equipa que lhes possa informar sobre os postos onde possam ir tomar a vacina. Ao Ikweli Zezito Fernando disse que “não conheço onde é que está localizada a equipa de vacinação, então torna-me difícil ir ao sítio para vacinar, não sei se é nos hospitais ou noutros pontos”.

Outro cidadão entrevistado pela nossa reportagem chama-se Aberto João, ele é um condutor de um semi-colectivo de passageiro na urbe. Este afirma que “difícil é ir vacinar sem ao menos saber aonde. No meu entender, a comunicação está a ser fraca, razão pela qual poucos sabem que nesta campanha, também, foram inseridos para vacinar”.

Contudo, aos que sabem dos postos de vacinação, o nosso entrevistado exorta para que se dirijam aos locais para serem vacinados e imunizar o seu corpo da pandemia. Dado que, ao tomar conhecimento da existência destes locais, ele também o fará.

Enquanto isso…

A direcção da Associação dos Voluntários dos Táxi motas (AVOTANA) disse não ter plano específico de como fazer para o envolvimento directo do público-alvo, no caso de taxistas de motociclos. Porém, garante tudo fazer para se criar formas o mais rápido possível para o efeito.

Telefonicamente, Albertino José, presidente da Associação dos Voluntários dos Táxi motas em Nampula, disse ser prematuro pronunciar-se detalhadamente, uma vez que pretendem se organizar e começar a mobilizar os seus membros associados.

Este presidente adiantou ao Ikweli que a associação que dirige recebeu, antes do lançamento da campanha, um ofício que visa organizar os seus membro a aderirem a campanha, de modo que seja evitada, de todas as formas, a pandemia da Covid-19 no país de na província e Nampula, em particular. Daí que, nos próximos dias, a direcção da AVOTANA vai se reunir, junto do executivo do governo provincial desta região, para traçar um plano estratégico de como mobilizar os seus membros que estão a operar em diferentes pontos da cidade e província de Nampula. (Esmeraldo Boquisse)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui