Home ACTUALIDADE 26 Alunos testam positivo para a covid-19 no centro internato da escola...

26 Alunos testam positivo para a covid-19 no centro internato da escola secundária Eduardo Silva Nihia, em Malema

0
312

Malema (IKWELI) – Pelo menos vinte e seis (26) alunos da escola secundária Eduardo Silva Nihia, residentes no centro internato local, no distrito de Malema testaram positivo para a covid-19, segundo apuramos de fontes do sector da saúde.

Nossas fontes apontam que a situação epidemiológica naquele local não é das melhores, aliás referem que isto repete-se um pouco por várias escolas da província, sobretudo as dos principais centros urbanos e vilas.

Um aluno que pediu-nos o anonimato conta que “somos muitos com problemas de coronavírus aqui no internato, mas mesmo assim alguns continuam a ir para a escola”.

O administrador do distrito de Malema, Morchido Momade, confirmou ao Ikweli a existência destes casos, tendo apontado que “os casos dispararam muito. Neste momento, em todo o distrito temos 60 casos positivos, destes 26 são da escola secundária Eduardo Silva Nihia”.

Momade garante que, para colmatar a propagação da doença, todos os alunos da escola estão sem aulas em casa, e que a escola foi desinfectada segundo o protocolo sanitário.

“Tomamos a medida de isolar todos os que testaram positivo. Todos eles são de sintomas leves”, contou o administrador de Malema, dando a conhecer que “tivemos três casos com sintomas graves, os quais foram transferidos para a cidade de Nampula, onde um deles veio a perder a vida”.

Igualmente, a nossa fonte aponta que, neste momento, aguarda-se orientação centrar sobre a suspensão ou não das aulas naquele distrito.

Um outro centro internato com casos positivos da covid-19 é o da Universidade Lúrio, no bairro de Marrere, nos arredores da cidade de Nampula. Neste local, não se sabe, ao certo, quantos casos são, mas há estudantes cumprindo o tratamento domiciliário.

Uma fonte do Serviço Provincial de Saúde de Nampula disse ao Ikweli que “há muitos casos dispersos nas instituições de ensino na província”, e que devia activar-se o protocolo referente nestas situações.

Ao nível da cidade de Nampula, segundo consta-nos, escolas privadas, também, tem vindo a registar casos positivos da doença de forma preocupante, o que inquieta o sector da saúde, sobretudo porque o protocolo que dita o encerramento dos estabelecimentos nessas circunstâncias não está sendo observado. (Aunício da Silva)