Nampula regista casos positivos da covid-19 em escolas privadas

0
174

Nampula (IKWELI) – Pelo menos dois estabelecimentos de ensino privado, na cidade de Nampula, registaram casos positivos da covid-19 nos últimos dias, numa altura em que uma terceira vaga da doença fustiga o país.

Trata-se da Escola Primária e Secundária Ponta do Sol, no bairro de Muhala Expansão, e uma das unidades da universidade Politécnica (Escola Superior de Estudos Universitários de Nampula (ESEUNA), Escola Secundária Politécnica ou o Instituto Médio Politécnico)

De acordo com o Dr. Geraldino Avalinho, chefe do Departamento de Saúde Pública no Serviço Provincial de Saúde de Nampula, “a Escola Primária e Secundária Ponta do Sol registou um caso positivo, e do rastreio que se fez aos contactos do caso, dois foram positivos”, enquanto que “na Politécnica, os contactos do caso, que foram rastreados, são negativos”.

Esta fonte assegura que, ainda que assintomáticos, todos os casos estão em quarentena domiciliária e em acompanhamento pelas autoridades da saúde.

Por seu turno, Mussagy Latifo, director da Escola Primária e Secundária Ponta de Sol, garantiu que conhecidos os casos, a instituição tomou as medidas necessárias para evitar a propagação da doença, em observância ao protocolo sanitário referente.

Em exclusivo ao Ikweli, Latifo fez saber que, também, uma trabalhadora não docente testou positivo para a covid-19, estando no momento em quarentena e tratamento domiciliários.

“Esta deve ser uma das poucas escolas que observa o protocolo sanitário rigorosamente”, entende o director Mussagy Latifo, explicando que “tanto na entrada mede-se temperatura, desinfectam-se os sapatos e lavam-se as mãos. Todas as escolas têm, a entrada, um balde de água com sabão e/ou álcool gel”.

“Quando detectamos um caso, através da denúncia de uma mãe, nós accionamos o protocolo. Suspendemos as aulas da 12ª classe, onde o menino estuda, e suspendemos as aulas da 11ª classe que é a sala vizinha. Encerramos as duas salas e descontaminamos e ficaram uma semana encerradas”, precisou a nossa fonte.

Por sua vez, a directora da ESEUNA, Ana Guina, convidada a falar do caso da sua instituição, disse não ter sido registado nenhum caso positivo naquele estabelecimento de ensino privado.

“Não se registou nenhum caso”, disse, em chamada telefónica a directora da ESEUNA, prosseguindo que “é uma grande calúnia. Nesta instituição não tenho nenhum caso positivo da covid-19”, tanto que deixou claro que naquele estabelecimento observa-se, estritamente, o protocolo sanitário.

Igualmente, tentamos, sem sucesso contactar a directora da Escola Secundária Politécnica e do Instituto Médio Politécnico, duas outras instituições da universidade Politécnica que funcionam no mesmo recinto com a ESEUNA, no sentido de apurarmos se o caso poderá ser de uma delas. (Aunício da Silva)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here