Comandante da 3ª Esquadra da PRM em Namicopo condenado por prática de actos criminais

0
180
A policia quer reprimir oposicao se manifestarem-se

Nampula (IKWELI) – O comandante da 3ª Esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM), localizada no mais populoso bairro do país, Namicopo, na cidade de Nampula, Maurício Mucareia, foi condenado pelo Tribunal Judicial da cidade de Nampula acusado de vários crimes.

A sentença do caso foi proferida recentemente, e o mesmo era acusado da prática do crime de usurpação coisa móvel, ofensas corporais voluntárias a cidadãos, injúria e difamação, condenáveis a luz do Código Penal em vigor no território moçambicano.

Entretanto, segundo apuramos, o crime de difamação foi o que mais pesou para a condenação daquele membro da corporação visto que, em conformidade com o Tribunal, outros crimes de que o acusador destaca não foram tidos em consideração pelo Tribunal, por alegadamente faltar evidências necessárias e suficientes para constar no acto condenatório.

Na verdade, Maurício Mucareia, comandante da 3ª Esquadra da PRM, é confesso de ter tratado a um cidadão de extorquidor, adjectivo que não se relaciona com a sua personalidade.

Face a isso, Maurício Mucareia foi condenado a pena de prisão de 30 dias, e 30 de multa correspondente a 6.000.00MT (seis mil meticais), equivalente a uma taxa diária de 200.00MT (duzentos meticais). Paralelamente, segundo as decisões daquele órgão de justiça, o ofendido será indemnizado com o valor de 2500.00MT (dois mil e quinhentos meticais). (Lino Mpaque)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here