Diante do Ferroviário da Beira: Locomotivas de Nampula descarrilam por 1-2 no regresso do Moçambola

0
314

Nampula (IKWELI) – A equipa do Ferroviário de Nampula averbou na tarde de ontem, domingo (9), diante do seu homónimo da Beira por 1 a 2 a contar para a 5ª jornada do campeonato nacional de futebol onze da primeira divisão, o Moçambola 2021.

Esta jornada, marcou o regresso da principal prova futebolística nacional, depois de uma paragem por cerca de três meses, em cumprimento das medidas adoptadas pelo governo moçambicano na contenção da propagação da covid-19.

O golo do Ferroviário de Nampula foi marcado por intermédio do avançado Sala, a passagem do minuto 19 do tempo complementar.

Para os visitantes do Chiveve, os golos foram marcados por Dayo e Mafaite, respectiva nos minutos 45 e 58 da partida.

Em termos de presença no reduto, o Ferroviário de Nampula teve um bom desempenho, e durante a primeira parte criou quatro oportunidades que poderiam ter dado em igual número de golos, mas os problemas de finalização continuam a perseguir os pupilos de Chaquir Bemat.

Tímido, mas certeiro, o Ferroviário da Beira apenas acordou diante dos ataques do seu adversário que o havia encurralado. Neste despertar, os locomotivas do Chiveve saíram felizes por precisão no capítulo da finalização.

O treinador do Ferroviário da Beira, Aquil Marcelino, reconhece a qualidade do seu adversário, entendendo que o mesmo deu trabalho para a conquista dos três pontos, objectivo central da deslocação da sua turma para o santuário 25 de Junho, no bairro de Carrupeia.

Por seu turno, Chaquir Bemat, como de sempre, voltou a queixar-se da falta de sorte nos jogos caseiros, tanto que não entende o que teria acontecido, olhando pelo número de oportunidades de golos criados pela sua equipa. (Constantino Henriques)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui