Huawei Moçambique Doa equipamento de videoconferência e sistemas de medição de temperatura ao MCTES e MISAU

0
270

Maputo (IKWELI) – Pelos menos vinte e seis (26) conjuntos de sistemas de videoconferência remotos e 5 conjuntos de sistemas de detecção térmica foram doados ao governo de Moçambique, numa cerimónia decorrida nesta terça-feira (05 de Abril de 2021) no Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Devido a pandemia da covid-19, em Moçambique, cada vez mais pessoas terão que trabalhar em casa. Para apoiar a colaboração entre as instituições governamentais de Moçambique, a Huawei tem a honra de doar uma solução de videoconferência remota. O projeto foi implementado sob a gestão do Ministério da Ciência e Tecnologia e Ensino Superior.

Uma nota de imprensa da Huawei recebida no Ikweli indica que “esta doação vem para tornar as conexões mais eficientes por meio dos canais de tecnologia e plataformas de telecomunicações, ajudando a prevenção, controle, além do cuidado com a doença que tem vindo a assolar o Moçambique e o Mundo”, e com efeito “espera-se que esta doação ira melhorar a capacidade e qualidade de comunicação nos Ministérios, principalmente nesta pandemia. Assim como contribuir para criação de nova forma de trabalho, criação será́ também uma das soluções nesta fase que a encontramos”.

Citado no comunicado, Chu Xiaoxin, CEO da Huawei Mozambique e Angola, em seu discurso, disse que “como uma empresa de tecnologia líder mundial, a Huawei tem capacidade e confiança para alavancar suas tecnologias e experiência para ajudar o Governo de Moçambique a alcançar a transformação digital e promover o desenvolvimento económico. Agradeço ao Governo de Moçambique por escolher e confiar na Huawei no curso da transformação digital”.

Por seu turno, Wang Hejun, Embaixador da República Popular da China, em seu discurso disse “endereço agradecimentos a Huawei pela doação de sistema de vídeo conferenciam a governo moçambicano”.

“O governo chinês tem encorajado as empresas chinesas a promover ambiente socioeconómico de cada país através de negócio e assumir as responsabilidades sociais apoiando as empresas para desenvolvimento de negócio. Agradecer ao governo moçambicano pela confiança atribuída a Huawei. Quero também incentiva a empresas chinesas a contribuírem ativamente nas suas responsabilidades sociais e contribuírem para aumentar a boa relação entre os dois países”, anotou o diplomata.

Para Armindo Daniel Tiago, Ministro da Saúde, é “justo que louvemos esta iniciativa do nosso Governo, que conta com o apoio de um País amigo de há longa data, a República Popular da China, por via da conceituada empresa de meios e tecnologias de comunicação e informação, a HUAWEI, para quem endereçamos os nossos mais sinceros agradecimentos pelo suporte tecnológico”.

Já́ o ministro da Ciência e Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, disse que “gostaria, em nome do Governo da República de Moçambique, de agradecer ao Governo da República Popular da China que, através da Huawei, prestou um singular apoio na implementação deste Sistema de Videoconferência. Gostaríamos de destacar o facto da nossa cooperação e colaboração com a Huawei ter começado em 2010 e, já possuir resultados em várias frentes com impacto no desenvolvimento das TIC no nosso país. Aos nossos parceiros da Huawei, queremos agradecer, uma vez mais e, dizer que contamos convosco na expansão do sistema para mais órgãos de governação e, para a manutenção do funcionamento continuo e de longo prazo deste Sistema”. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui