Em Nampula: Mulheres não compram capulanas da OMM e organização queixa-se disso

0
303

Nampula (IKWELI) – A Organização da Mulher Moçambicana (OMM), braço feminino do partido FRELIMO, na província de Nampula, lamenta pelo facto de as mulheres estarem, nos últimos anos, a ignorar as suas vestimentas, com destaque para capulanas, camisetas e bonés, em datas comemorativas, sobretudo relacionadas com o 7 de Abril, o considerado dia da mulher moçambicana.

Em Nampula, as capulanas, lembre-se, têm sido um dos maiores atractivos das mulheres em todas as datas comemorativas e não só. De grupo em grupo ou de forma singular, as mulheres inundam os estabelecimentos comerciais para obter peças de capulanas.

As lamentações feitas pela secretaria provincial da OMM, na província de Nampula, Leoneta Ribeiro, acontecem numa altura em que as lojas, principalmente as que comercializam roupas femininas, na sua maioria capulanas, andam lotadas de mulheres que a todo o custo, mesmo sem observância do distanciamento físico, pretendem adquirir peças de capulanas para garantir a passagem do seu dia.

Para Leoneta Ribeiro, esta situação revela a desvalorização dos feitos de Josina Machel, cuja morte é recordada nesta data, pela luta em prol da emancipação da mulher moçambicana que, segundo ela, actualmente é positivamente notável na sociedade moçambicana, dada as posições em que as mulheres tomam no sector politico-governamental.

“Muitas mulheres não sabem porque é que surge esta data [7 de Abril], quando as mulheres vão as lojas dizem que nós não queremos a capulana da OMM, esse é o problema de não saber interpretar a OMM e Josina Machel”, lamentou, para aconselhar que “é da nossa responsabilidade darmos valor [a Josina] porque ela lutou a emancipação da mulher moçambicana”, disse.

Apesar da falta de preferência das suas capulanas, Leoneta quer que as mulheres não usem capulanas adquiridas para exporem-se em locais de riscos e que as festas sejam feitas nas suas residências, sem igualmente colocar em causa a saúde.

“As capulanas devem ser usadas em casa e sem se violar o protocolo sanitário. E, também, não podem constituir um dos motivos de violência doméstica nessa data”, apelou a nossa entrevistada.

“As capulanas da OMM não são inclusivas”

 Algumas mulheres entrevistadas pelo Ikweli foram unânimes ao afirmar que as capulanas produzidas à encomenda da Organização da Mulher Moçambicana (OMM) são, meramente, partidárias e exclusivas, pelo facto de se estar a homenagear uma figura partidária, Josina Machel.

Joana José, uma das senhoras entrevistadas pelo nosso repórter momentos após efectuar compras de capulanas, numa das lojas localizadas ao longo da avenida do Trabalho, em Nampula, disse que “já faz tempo que não uso capulanas com logótipos da OMM, não por ser contra a organização, mas por, em algum momento, estarem a criar divisões nos convívios; somos confundidas como se estivéssemos em festa do partido”.

À semelhança da dona Joana, Muaziza João, uma outra cidadã interpelada pelo nosso jornal, disse que “nós não podemos usar capulanas definidas ao prazer de alguém, isso tem de depender de nós mesmas. O que a OMM faz é escolher uma capulana a seu gosto e impor as mulheres e isso acaba não agradando a todas”.

O Ikweli apurou que a escolha e/ou a “recusa” nas capulanas vendidas pela OMM não se trata pelo preço praticado. A título de exemplo, uma capulana em que a organização vende a 250,00Mt (duzentos e cinquenta meticais) é o mesmo e/ou superior a que são comercializados nas lojas a gosto. (Texto: Sitoi Lutxeque *Foto”Hermínio Raja)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here