“Malta” Vahanle voltam a se preocupar com a covid-19

0
92

Nampula (IKWELI) – A edilidade de Nampula tem sido um dos actores mais ausentes no processo de combate, prevenção e mitigação da pandemia da covid-19, mesmo tendo sido a primeira área declarada de transmissão comunitária.

As aparições do conselho autárquico de Nampula, presidido por Paulo Vahanle, eleito pela lista do partido Renamo nas eleições de 2018, tem sido escassez, mas de vez em quando o vereador do Pelouro da Promoção Económica, Mercados e Feiras, Osvaldo Ossufo Momade, tem dado a cara em actividades de prevenção.

Na manhã de ontem, quinta-feira (1 de Abril), o director do mesmo pelouro, Joel Rassi Daudo, fez a entrega de materiais de limpeza e higienização aos gestores dos mercados da autarquia.

“Queremos fornecer aos mercados os materiais de limpeza, porque temos visto que os mesmos têm guardado muitos resíduos sólidos e o tempo em que estamos é fácil contrair doenças diarreicas e cólera, por isso estamos a apoiar os mercados para tentar melhorar a cerca da limpeza nos mesmos”, disse esta fonte autárquica.

Neste acto, o dirigente não se focou a covid-19, concentrando a sua locução nas questões de doenças de origem hídrica, por isso anunciou que “esta é a primeira das três fases que planejamos, e nesta adquirimos 50 carinhas de mão, 50 ancinhos, 50 pás, 50 vassouras e 30 enxadas que vai servir para 15 ou 20 mercados na nossa urbe, visto que temos um total de 41 mercados. De seguida iremos para as fases subsequentes para completar todos os estabelecimentos”.

“Nesta primeira fase o município investiu mais de 200.000,00Mt (duzentos mil meticais) e espera-se que até o final investir-se cerca de 500.000,00Mt (quinhentos mil meticais) para concluir a actividade”, apontou a fonte, para depois concluir que “como resultados, esperamos o melhoramento da higiene e organização nos nossos mercados, porque temos visto que alguns destes não conseguem organizar-se para limpar o lixo e é nesse contexto que criamos as condições no sentido de prestar melhores serviços porque é lá onde trabalhamos para arregatar as nossas receitas”. (Redação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here